Seguidores

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Prefeitura, Câmara, APDA e demais entidades de Apodi discutem alternativas para o cadeirante Marcos Monteiro


Diante da necessidade de encontrar uma solução para viabilizar a ida do estudante universitário apodiense, Marcos Monteiro a UERN para realizar seu sonho de cursar Ciências da Computação, foi formada nesta quinta-feira 06, uma mesa redonda para discutir o tema, encontrar uma solução a curto e longo prazo.

A priori será disponibilizado um veículo pela presidência da Câmara Municipal de Apodi, custeado pela Prefeitura, já possibilitando a ida do jovem a partir de segunda feira a UERN. E a longo prazo será realizado o conserto de um ônibus adaptado para locomoção e inclusão do mesmo.
Nêmora Martins que preside a associação de Pessoas com Deficiências de Apodi, falou sobre a questão e agradeceu publicamente a atenção que a Prefeitura de Apodi vem dando às pessoas com deficiências, reforçando em sua fala em torno da questão de Marcos Monteiro, comemorando as soluções encontradas.


O prefeito de Apodi, Alan Silveira frisou que a alternativa precisava ser encontrada, reforçando a política de inclusão adotada pelo município. “Já avançamos muito nessa questão da inclusão, e vamos continuar nesse projeto de ampliar a inserção das nossas pessoas especiais”, frisou.

A reunião foi aberta com participação da imprensa, prefeito Alan Silveira, secretário de Educação Elmo Torres, secretário de esportes e juventude Hessinho Mayard, Presidenta da CMA Genivan Varela, juntamente com os vereadores Soneth Ferreira, Bebé Gama e Charton Rego, presidente do Conselho Municipal de Educação Ozamir Lima, Nêmora Martins juntamente com membros da APDA, Presidente da AENTS Gustavo, representante da associação de deficientes de Mossoró, professores, educadores, cadeirantes e interessados no assunto.

O Presidente da AENTS, entidade que representa os mais de 600 universitários de Apodi Gustavo mostrou contentamento pelas soluções encontradas, frisando que é importante se dialogar e encontrar caminhos sem bandeiras ou partidarismo.

O cadeirante Marcos Monteiro frisou que é importante se discutir para encontrar uma solução, diante da necessidade da inclusão dos cadeirantes assim como ele, reforçando que o que realmente quer é o direito de realizar seu sonho de estudar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.