Seguidores

terça-feira, 11 de abril de 2017

SERRINHA DOS PINTOS/RN: MANIFESTAÇÃO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA!

"Não à reforma da Previdência! Mais direitos, menos retrocessos!"

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Serrinha dos Pintos, juntamente com a FETARN (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Norte), o Sindicato dos Servidores Públicos, Associações Locais, Professores, Aluno e a Rádio VS FM realizaram na manhã desta segunda-feira, 10 de abril, caminhada em manifestação contra a Reforma da Previdência.
A concentração ocorreu as 8h em frente ao ginásio poliesportivo Genilson Ferreira Lemos, no bairro Chã, e se deslocou para o centro da cidade. Ao passar em frente ao Centro Administrativo Renato Estevão de Freitas (prefeitura) houve uma parada, momento em que a secretária do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Serrinha dos Pintos, Fátima, fez oratória esclarecendo a cerca dos prejuízos para o trabalhador caso a reforma seja aprovada. Na ocasião foram convidados a integrar a manifestação a gestora do município assim como o vice-prefeito e todo secretariado.

A caminhada foi engrossada, de fato, pelos alunos, professores e demais funcionários da Escola Municipal Leís Gomes de Oliveira.
Durante o percurso palavras de ordem foram ditas como: O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO! NÃO À REFORMA DA PREVIDÊNCIA! NENHUM DIREITO A MENOS! e FORA TEMER!

 
Já no centro da cidade os representantes dos sindicatos fizeram mais uma vez uso da palavra para novamente tecer sobre as intenções o Presidente (ilegítimo) da República quanto a Reforma da Previdência. Muito foi esclarecido sobre o assunto e, mais uma vez, os atuais e ex representantes políticos locais foram convocados a se fazerem presente e se manifestarem contra a realidade que aflige o povo brasileiro, em especial, o povo serrinhense.  
 
Ao término os organizadores agradeceram a presença de todos e disseram que vão esperar que os políticos locais se manifestem e que acreditam serem ainda maiores e mais bem participadas as próximas manifestações. Eles pediram para que o povo não recuar, não se deixe enganar e que é preciso que todos se unam para que assim tal reforma não aconteça. "Ou nos unimos ou nós seremos, lamentavelmente, massacrados".


"Então vamos botar Temer pra enxada pra ele saber o que é o trabalhador rural. Ele precisava sentir na pele antes de pensar uma coisa absurda dessa, de chamar nós de vagabundos. Vagabundo é ele que se aposentou com 55 anos...!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.