Seguidores

quarta-feira, 29 de março de 2017

Aneel reduz para R$ 900 milhões valor que será devolvido via contas de luz

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta terça-feira (28) que o valor a ser devolvido aos consumidores por cobrança indevida em contas de luz é de R$ 900 milhões e não R$ 1,8 bilhão. Segundo a Aneel, a compensação pela cobrança irregular será feita, de uma só vez, em forma de desconto no valor da conta de luz de abril ou de maio. De acordo com o G1, o desconto vai variar de R$ 0,347 a R$ 8,342 para cada 100 kW/h, o que equivale a uma redução de 2% a 20% das contas. Uma reportagem da TV Globo denunciou que consumidores brasileiros pagaram ao longo do ano passado pelas projeções de custos de encargos operacionais da usina de Angra 3, no Rio de Janeiro, que ainda não está em operação. A previsão era que ela começaria a funcionar em janeiro de 2016, mas as obras no empreendimento atrasaram e não há estimativa de quando o serviço será concluído. Mesmo assim, encargos operacionais da usina nuclear foram cobrados nas contas de luz de todo o país. A Aneel relatou que o erro de cálculo que levou ao valor de R$ 1,8 bilhão aconteceu porque foi considerado que todas as distribuidoras recolheram os encargos de Angra 3 de seus consumidores por período igual. No entanto, a cobrança começou em meses diferentes para cada distribuidora do país. A agência justificou que os encargos passaram a ser cobrados nas contas de luz a partir do momento em que a Aneel votou os reajustes das distribuidoras, que aconteceram em momentos diferentes de 2016.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.