Seguidores

domingo, 12 de fevereiro de 2017

"Ta tudo bagunçado", diz professora de Umarizal sobre pagamento da prefeitura!

Com problemas de caixa, gestão Elijane adia pagamentos de janeiro, não dar progressão de letras, reajuste do piso, e ainda reduz salário de alguns professores.
A Prefeitura de Umarizal cortou gratificações e a progressão de letras dos professores municipais e, na prática, acabou reduzindo os salários. Segundo alguns servidores municipais, a perda chega a 20% em alguns casos.

A categoria se aglomera na sede da prefeitura procurando entender o porquê da redução salarial. Os professores ainda não receberam o pagamento de janeiro, mas alguns já tiveram acesso aos contracheques, e perceberam os cortes.

"Ta tudo bagunçado, meu salário diminuiu quase seiscentos reais, em relação ao de dezembro do ano passado. Isso é ilegal, porque não se pode reduzir salário de servidor, além de não pagarem o piso salarial do magistério como manda a lei, ainda diminuíram que eu ganhava ano passado", afirmou uma professora.

Servidores da Educação ameaçam a procurar a promotoria para denunciar o caso. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.