Seguidores

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

SERRINHA DOS PINTOS/RN: ENCONTRO PEDAGÓGICO 2017 EM CORDEL - PARTE I

Durante esses quatro dias (13, 14, 15 e 16 de fevereiro) os professores da rede municipal de ensino da cidade de Serrinha dos Pintos/RN vivenciaram a Semana Pedagógica com vistas em se "preparar" para o inicio do ano letivo de 2017. Diante te tudo o que foi vivenciado o professor José Anacleto da Silva Filho (que tem o dom de transformar/transferir os fatos em forma de cordel) resumiu, dessa forma, os três dias (13, 14 e 15).

Confira a seguir o resumo de tudo que foi experienciado na segunda-feira, dia 13:
 



ENCONTRO PEDAGÓGICO 2017.
Curtia as minhas férias
Tudo dentro do  padrão
Quando Recebi em casa
Uma carta em minha mão,
Um ofício curricular
Estava a me convocar
Para uma reunião.

E como sou responsável
Um funcionário “exemplar”
Logo atendi ao convite,
Da autarquia escolar
Cedo eu tava arrumado
Fui ao lugar indicado
Com o fim de me preparar.

Em 13 de fevereiro
Na segunda bem cedinho
Eu fiz os preparativos
Me emperiquitei todinho,
Me montei e vim embora
Na bucha de oito horas
Eu já tava lá prontinho.

Cheguei até a Escola,
Nosso lugar de trabalho
Encontrei com meus colegas
Não fechei mais o badalo
No refeitório entrei
Tranquilo eu merendei
Sem fila ou atrapalho.

Como já é de costume
Eu adentrei no local
Estava tudo arrumado
No Salão Paroquial
De mansinho fui chegando
Minha presença assinando
Sentei num canto legal.

A conversa tava boa
O local “tava” animado
Depois que deram o sinal
E já tudo organizado
Anésia com microfone
Botou a boca no trombone
Pra que fosse iniciado.

Foi Ela quem conduziu
Todos os ritos formais
Enquanto a equipe de apoio
Davam os ajustes finais
Quando Anésia chamava
Um após outro entrava
Os novos oficiais.

Os nossos representantes
João Marcos dos professores,
Edson, das Secretarias
Isaque dos diretores,
Seles na diretoria
Fátima na Secretaria
Vânia nos coordenadores.

Nossa “nova secretária”
Anésia apresentou
Fátima fez o seu discurso,
João Marcos também falou
Edson e Isaque falaram
Seles e outros se expressaram
Só Vânia não discursou.

Assim foi desfeita a banca
Pra começar a “aposta”
Maria da Conceição
De Sobre nome da Costa
A doutora convidada
Que estava ali calada
Veio expor sua proposta.

Anésia apresentou
O currículo da doutora
Currículo espetacular,
De quem é batalhadora,
Que num tom de humildade
Disse de fato e verdade
Que amava ser professora.

A doutora era sabida
Cortez e muito eloquente
Foi conduzindo a palestra
Aos poucos envolvendo a gente
E eu calado só olhava
Aqui e ali anotava
A voz da experiente.

Apartir daquela hora
A doutora Conceição
Trouxe para os professores
Uma importante questão
Pra nós tema decisivo
Planejamento e improviso
Dentro da Educação.

Contou sua experiência
Como Ela se formou
As lutas e desafios
Que na jornada enfrentou
Apresentou diretrizes
Falou de suas origens
E os lugares onde andou.

Levou-me a refletir
No que posso ou não fazer
Diante dos desafios
Na construção do saber
Para um melhor propósito
Fazer o diagnóstico
E ao problema resolver.

Para encontrar as origens
Dos problemas cruciais,
Interagir com o aluno
Com a família, com os pais,
E a própia sociedade
As heterogeneidades
Orgânicas e emocionais.

Abordou a importância
De uma aproximação
Sobre o valor da conquista
E da valorização
Do ensino, da qualidade,
Também da capacidade
De manter a relação.

Porque não adianta
Fazer todo o cortejo
Atrair a clientela
Naquele maior desejo
E não saber segurar
Pois a arte de ensinar
Requer correto manejo.

A conversa tava boa
Não teve quase alvoroço,
A palestra ia bem
Até perto do almoço
Quando alguns se distraíram,
Na conversa se iludiram
E houve certo “destroço”

Diante da indisciplina
Fátima levantou a mão
Pegou pelo microfone
E deu aquele sermão
Cortando a raiz do mal
Voltando tudo ao normal
Na nossa reunião.

A partir deste momento
Do almoço pra merenda
Houve ambiente tranquilo
Para que cada um aprenda
À tarde rimos “atoa”
Aprendemos numa boa
Sem que houvesse uma contenda.

A tarde foi muito boa
Para nós bem produtiva
A professora Ceição
Tomou a iniciativa
Propôs as atividades
Vendo as criatividades
E nossa ação criativa.

Abordou sobre currículo
De ensino e educação
Disse que o planejamento
É quem dá a direção
Num processo diretivo
Falou sobre o improviso
E sua real função.

Falou de avaliação
E os saberes gerais
A linguagem, os olhares,
Os saberes cruciais
Deveres obrigatórios
Muito sobre relatórios
 E a importância de ouvir mais.

Nos ensinou com Rébus,
Com os recursos da imagem
Na hora da discussão
Mostrou que tinha coragem
Com revestres fez leitura
Sendo com letra ou figura
Ela apresentou bagagem.

A turma dos professores
No improviso é preparada
Respondeu na mesma altura
Ao se sentir instigada
Na hora da atividade
Grande criatividade
Ali foi apresentada.

Eita turma criativa
Na hora que foi preciso
Bastou uma ocupação
Um pouquinho de aviso
Foi grande a produção
Em cada apresentação
Houve um pouco de improviso.

A aula tava completa
E já não faltava nada,
A professora propôs
Uma leitura falada
O contador de História
Aguçou nossa memória
Numa abordagem engraçada.

Com os jogos das imagens
Falou da ludicidade
Com atividades simples
Ensinou com qualidade
Sobre o brincar com palavra
Aos poucos nos ensinava
Uma importante verdade.

Assim que chegou a hora
Fechou o seu argumento
Relembrando a importância
De um bom planejamento
Depois da missão comprida
Foi justamente aplaudida
E se foi do nosso evento.

Zeine fez o fechamento
Recomendando os presentes
Os alunos do IF
Para seguirem em frente
E num clima de alegria
Deixaram uma fotografia
De lembrança para agente.

Assim terminou o dia
Que pra mim foi bom demais
Aprendendo coisas novas
Conhecendo um pouco mais,
E juntos vamos crescendo
Cada dia aprendendo
Saberes essenciais.

Professor e cordelista, José Anacleto da Silva Filho











José Anacleto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.