Seguidores

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Rebelados, presos abrem mão de benefício e se negam a deixar Alcaçuz

Cinco detentos, com direito ao semiaberto, não quiseram sair do presídio.
No final de semana, 26 detentos foram mortos durante briga de facções.
Anderson Barbosa e Fernanda Zauli 
Do G1 RN

Preso ganhou liberdade com alvará de soltura; outros onze foram para o semiaberto e cinco se negaram a deixar o presídio (Foto: Fred Carvalho/G1)Preso ganhou liberdade com alvará de soltura; outros onze foram para o semiaberto e cinco se negaram a deixar o presídio (Foto: Fred Carvalho/G1)
 
Cinco presos do PCC se negaram a sair da Penitenciária de Alcaçuz nesta sexta-feira (20) para progressão do regime fechado para o semiaberto. A informação foi confirmada pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc). Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal.

Agentes penitenciários ouvidos pelo G1 disseram que os presos que se negaram a sair do presídio foram, na verdade, impedidos de deixar Alcaçuz por chefes da facção. "Com medo, eles decidiram ficar", relataram.
Nesta sexta (20), onze detentos foram levados de Alcaçuz para o Complexo Penal João Chaves, onde deverão cumprir o semiaberto. Nesta situação, eles passam o dia fora da unidade e só voltam para dormir. Um outro preso saiu pela porta da frente de Alcaçuz em cumprimento a um alvará de soltura.
Os presos da unidade estão rebelados desde o último sábado (14). Pelo menos 26 já morreram durante uma briga envolvendo membros de duas facções rivais dentro da Penitenciária de Alcaçuz. Nesta quinta, em uma verdadeira batalha campal, as facções voltaram a se confrontar. Muitos ficaram feridos e há informações de que há mortos no local, mas os corpos ainda não foram retirados.
A Sejuc informou ainda que os cinco presos que se negaram a sair vão permanecer na penitenciária até que a secretaria "encontre outra solução segura".
Novos detentos são retirados de Alcaçuz (Foto: Divulgação/GOE) 
Na segunda, cinco detentos foram retirados de Alcaçuz (Foto: Divulgação/GOE)

Transferências
Mais de 200 presos já foram transferidos de Alcaçuz desde o último sábado (14).
Na segunda-feira (16), cinco presos foram retirados de Alcaçuz. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, entre eles estão os chefes do PCC, facção que promoveu a matança de presos entre o sábado (14) e o domingo (15) dentro da unidade. Os presos transferidos foram Paulo da Silva Santos, João Francisco do Santos, José Cândido Prado, Paulo Márcio Rodrigues de Araújo e Thiago Souza Soares.
19/01 - Presos são vistos durante um confronto de facções na penitenciária de Alcaçuz, perto de Natal, no Rio Grande do Norte (Foto: Andressa Anholete/AFP)Presos se confrontam em Alcaçuz (Foto: Andressa Anholete/AFP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.