Seguidores

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

ALCAÇUZ: Maioria dos presos assassinados na penitenciária era condenada por roubo

Segundo dados pelo Tribunal de Justiça do RN sobre os crimes cometidos pelos presos mortos na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, na Grande Natal, a maioria dos 22 presos do presídio que já foram identificados como vítimas do massacre entre os dias 14 e 15 passados respondia por roubo. Até o momento, o Governo do Estado diz que 26 detentos morreram em confronto entre integrantes de facções PCC e Sindicato do Crime do RN.

Os números apontam que dos 22 identificados, 14 cumpriam pena por roubos ou furto, e seis mortos eram condenados por tráfico de drogas ou associação para o tráfico. Já cinco, respondiam por homicídio ou latrocínio. Ainda segundo os dados, dois apenados estavam presos por tentativa de roubo. E outros dois, por porte ilegal de arma de fogo. Um detento respondia por corrupção de vulnerável. E um último era condenado por uma tentativa de latrocínio. Os números que não batem no primeiro olhar, tem uma explicação: o número de crimes elencados – 31 – supera os 26 mortos, porque há detentos que estavam condenados por mais de um crime.

*Blog do BG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.