Seguidores

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Presidente Cláudio Santos também defende a privatização da Caern

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJRN), desembargador Cláudio Santos, mantém a defesa de privatização da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), como parte de projeto de recuperação das finanças do Estado e da retomada de investimentos em áreas como saúde e segurança pública.

No entanto, o desembargador está defendendo uma opinião pessoal, e não da instituição que preside. “Fui chamado para opinar e dei a minha opinião, e assim o farei”, disse em visita a Mossoro no final da tarde desta terça-feira (8).

Cláudio Santos também defende a privatização da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), sustentando a ideia de que é preciso reduzir a estrutura do Estado para o governo voltar a investir em áreas vitais.

Inclusive, o desembargador sugere reduzir a estrutura do próprio Judiciário, considerado o mais caro do País em termos proporcionais. “É preciso a participação de todos”, afirma. “O que não pode é o RN ter uma saúde falida e uma segurança que não funciona”, justifica.


O presidente Cláudio Santos estava acompanhado do desembargador Francisco Seráphico, do presidente do Forum Silveira Martins, juiz José Herval Sampaio Júnior, e do jornalista Rubens Lemos,assessor de comunicação social do TJRN.
 
Via: Gilberto Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.