Seguidores

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Nota de pesar pela morte do policial militar da reserva Manoel Clementino do Carmo


 
É com pesar e profunda consternação que a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), recebeu na noite desta segunda-feira (26) a notícia do falecimento do policial militar da reserva Manoel Clementino do Carmo.

Manoel Clementino atualmente exercia o cargo de vereador na cidade de Serrinha dos Pintos e participava de uma carreata política quando um elemento ainda não identificado efetuou disparos de arma de fogo contra a multidão. Na ação, o vereador e policial militar da reserva foi alvejado e não resistiu aos ferimentos. Outra pessoa também foi a óbito e outras duas foram alvejadas de raspão, sem gravidade.

O subtenente Manoel Clementino, natural de Caicó, tinha 56 anos, e serviu a corporação durante 30 anos (1983 a 2013) quando foi para a reserva e assumiu um cargo do Poder Legislativo de Serrinha dos Pintos.
Toda estrutura da Sesed foi prontamente disponibilizada para apurar o ocorrido, identificar e prender os acusados. As polícias Militar e Civil estão em diligências para elucidar o caso.

O velório ocorrerá na sede da Câmara Municipal de Serrinha do Pintos, onde exercia o seu mandato, e o enterro será realizado às 17h no cemitério do município.

“Neste momento de dor para todos, lamentamos a forma cruel e covarde que resultou na morte de um policial militar que dedicou trinta anos de sua vida lutando contra o mal e buscando a paz para toda a sociedade. Que Deus conforte sua família e amigos e que uma rápida resposta seja dada com a prisão do autor deste crime!”, disse o secretário da Segurança Pública e da Defesa Social, Caio Bezerra. 

NATAL (RN), 27 de setembro de 2016

Via: Blog do Subtenete Andrade
***********************************
Obs: Não houve uma segunda vítima fatal. Ao menos por enquanto. A segunda vítima gravemente ferida ainda luta por sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.