Seguidores

sexta-feira, 29 de abril de 2016

“CUNHA RECEBEU PROPINA PARA LIBERAR FGTS”

Em um suposto acordo de delação premiada, o ex-vice presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto teria confirmado propina ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em troca da liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS.

Apadrinhado no cargo por Cunha, Cleto negocia acordo com a PGR (Procuradoria-Geral da República) depois de ter sido alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal, em dezembro.

Ele seria o sétimo investigado da Operação Lava Jato que acusa Cunha de envolvimento com corrupção.

Segundo reportagem de Aguirre Talento e Marcio Falcão, Cleto confirmou que houve os pagamentos de propina a Cunha relatados pelos delatores da Carioca Engenharia, Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior.

Eles dizem que Cunha cobrou R$ 52 milhões de propina em troca da liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS para o projeto do Porto Maravilha, do qual a Carioca obteve a concessão em consórcio com as construtoras OAS e Odebrecht.  
 
Fonte: Brasil 247.
Via Cidades: História e Cotidiano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.