Seguidores

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Bispo seridoense afasta Padre por suspeita de estuprar menino


Um padre da Diocese de Guarabira foi afastado sob acusação de crime de estupro de vulnerável, que teria acontecido na cidade de Dona Inês, no Agreste paraibano. Uma nota assinada pelo bispo diocesano Francisco de Assis Dantas de Lucena foi divulgada nesta quarta-feira (27), dando conta dos “atos em desacordo com a lei” praticados pelo padre. A Polícia Civil informou que o sacerdote está sendo investigado. O padre ficará afastado até o encerramento das investigações.

O delegado de Polícia Civil Ricardo Sena afirmou que a vítima, um adolescente de 13 anos, relatou ter sido abusado várias vezes pelo padre. No entanto, o religioso nega as acusações e afirma estar sendo vítima de uma ‘conspiração’ de pessoas da paróquia que ele administra e que estariam descontentes com as mudanças realizadas por ele.

O caso veio à tona após uma denúncia formalizada pelo Conselho Tutelar. Um inquérito foi instaurado.

De acordo com a polícia, a vítima teria afirmando que é um coroinha da paróquia do padre, e que o sacerdote lhe dava presentes, como bicicleta e tablet. O padre não negou as doações, mas alegou que eram doações humanitárias, pois o menino se encontrava em situação de vulnerabilidade.

A Diocese de Guarabira afirma, na nota, que “não é responsável pelos atos particulares e isolados de seus membros, porém aqueles que infringirem os dispositivos das Leis Eclesiásticas e das Leis Brasileiras serão exemplarmente punidos”.

Fonte: Robson Pires
Via: Martins em Pauta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.