Seguidores

quarta-feira, 23 de março de 2016

Polícia Civil identifica envolvidos na morte de PM durante assalto a Cartório em Mossoró

Lucas Gradestone, 21 anos e seu irmão Luan Rodrigues (saiu baleado), mataram o PM
A Delegacia de Furtos e Roubos, com apoio do Serviço de Inteligência da PM, identificou os três envolvidos no assalto ao Cartório ocorrido na segunda feira (21), no centro de Mossoró, que culminou com a morte do Policial Militar, Wildney Alvces de Andrade 

Segundo o Delegado Luiz Fernandes, os três envolvidos no latrocínio são: Lucas Gradestone Fernandes Rodrigues de Arruda com 21 anos, (Foragido do CDP de Patu), seu irmão Luan Roidrigues Fernandes de Arruda, 23 anos, ambos naturais de Caraubas, mas residentes no bairro Redenção em Mossoró e um terceiro indivíduo, já identificado, mas que por enquanto não terá seu nome divulgado para não atrapalhar o andamento das investigações. 

Ainda de acordo com o Dr. Luiz Fernando, O terceiro envolvido, já devidamente identificado, estava em um veículo tipo Pick-Up branca e dava apoio fora do estabelecimento. 

A intenção dos dois irmãos que entraram no Cartório para realizar o assalto, segundo apurou a investigação, era que se o plano transcorresse normal, os dois fugiriam em um moto roubada que ficou estacionada ao lado dos Correios. 

A motocicleta seria abandonada em seguida e os dois resgatados pelo indivíduo na Pick-Up. Como a ação criminosa deu errado os irmãos deixaram a motocicleta para trás e fugiram direto na Pick-Up que foi ao encontro dos dois. 

De acordo com o delegado da Defur, os três acusados do latrocínio já tem passagem pela Polícia, por homicídio e roubos, em Mossoró e Caraúbas. Lucas Gradestone foi preso em abril de 2013, depois de assaltar em companhia de três comparsas, um ônibus de sacoleiros na BR 304 em Mossoró. 

O Bacharel Luiz Fernando encaminhou na tarde desta quarta feira 923), à justiça, o pedido de prisão preventiva dos três envolvidos no latrocínio em que foi vítima o Policial Militar Wildney Alves Andrade.

Com exclusividade ao Fim da Linha, o Delegado Luiz Fernando fala sobre a elucidação do caso.
 


Fonte: Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.