Seguidores

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Prefeitura iniciou Campanha Educativa contra o Mosquito Aedes Aegypti

A Prefeitura de Martins, através da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou no dia 09 de dezembro, campanha educativa contra o mosquito Aedes Aegypti, com entrevista do Médico Dr. Pinheiro, e Secretário Municipal de Saúde, Frank Andrei, ao Programa Rádio Cidadão, pela FM Vida, com veiculação diária de spots educativos, com mutirão nas comunidades realizados por Enfermeiros, Agentes Comunitários de Saúde e Agente de Endemias, e com a limpeza da cidade, não deixando lixo acumulado nas ruas e eliminando os possíveis criadouros.

É importante afirmar que os mutirões já realizados são trabalhos educativos e de prevenção.

Aqui em Martins, de acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Frank Andrei, a gestão vem tomando todas as providências para conter o aumento dos supostos casos da doença. O gestor afirma que a Secretaria recebeu o resultado de 15 sorologia tipo dengue, e somente um caso foi confirmado. “Outro fato importante e que merece ser destacado é que o município faz a coleta do soro (sangue) e o estado é quem analisa. Aqui no Rio Grande do Norte é analisado somente a sorologia para dengue, isso quer dizer que as outras doenças como Chicungunha e Zika Virus que também são transmitidas pelo mosquito ainda não podem ser confirmadas”, disse Frank.

O Secretario vai participar nesta terça-feira, 12, em Pau dos Ferros, de Reunião de Controle Vetorial, junto com outros representantes municipais, para que sejam analisados todos os casos da doença e qual a melhor solução para conter esse aumento, e quarta-feira, 13, pela FM Vida, no Programa Rádio Cidadão, às 17 horas, concederá entrevista e mostrará a real situação da doença aqui na cidade.

Para o gestor municipal da saúde, o cuidado com a doença começa em nossas casas, e para isto, existem diversos métodos recomendados que podem contribuir na luta contra o mosquito. Uma das principais orientações é não acumular água parada. Portanto, caixas d’água, tonéis e tanques devem estar sempre bem tampados; Garrafas e recipientes vazios devem ser armazenados com a boca para baixo; Pneus devem ser guardados em local coberto; pratos de vasos de plantas devem ser cobertos com areia. É importante colocar o lixo domiciliar em sacos plásticos e manter as lixeiras bem fechadas, além de não jogar os resíduos em terrenos baldios.

Frank diz ainda que esperar somente pelo trabalho do profissional da saúde não é a solução. "O Agente vai à residência, faz o tratamento adequado, orienta e elimina os possíveis criadouros, mas é necessário o cuidado do responsável pelo imóvel, uma vez que detectado a presença do mosquito, significa que a casa possui focos e precisam ser erradicados. Essa luta não é somente do poder público. Ela é de todos nós”, enfatiza o Secretário.
Assessoria de Comunicação Social

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.