Seguidores

domingo, 10 de janeiro de 2016

Cientistas confirmam origem de estranho e minúsculo esqueleto “alien”

article-2313828-19745A3A000005DC-856_634x372
Há quase 10 anos, enquanto vasculhava a cidade fantasma de La Noria (no Deserto do Atacama, Chile) em busca de objetos históricos, Oscar Munoz encontrou um estranho esqueleto com menos de 15 cm de altura. Muitos pensaram que se tratava de um feto abortado, de um macaco ou mesmo de um alien, mas, de acordo com estudo recente, o esqueleto era de um menino.
Ossos encontrados em estacionamento são do rei Ricardo III da Inglaterra
article-2313828-19750164000005DC-559_634x376

Ao comparar o esqueleto com um feto humano por meio de raios-X e analisar material genético extraído dos ossos, os pesquisadores concluíram que o chamado “Humanoide de Atacama” (também conhecido simplesmente como “Ata”) era uma “interessante mutação” humana.

“É humano – mais perto de humano do que chimpanzés”, garante Garry Nolan, da Escola de Medicina da Universidade de Stanford (EUA). “Viveu até os 6 ou 8 anos. Obviamente, estava respirando, comendo, metabolizando”.
O elo perdido: Ancestral mais antigo do homem é encontrado
Além do tamanho, outros aspectos, como a cabeça desproporcional e o fato de ter nove pares de costelas (humanos têm 12), deixaram os cientistas em dúvida nesses últimos 10 anos, mas Nolan e sua equipe garantem que se trata de um ser humano.[Sirius, Daily Mail UK, Huffington Post]
Guilherme de Souza
É jornalista empenhado e ilustrador em treinamento. Curte ciência, cultura japonesa, literatura, seriados, jogos de videogame e outras nerdices. Tem alergia a música sertaneja e acha uma pena que a Disco Music tenha caído no esquecimento.
Via: Voz do Povo
article-2313828-19750169000005DC-322_634x264
article-2313828-19750164000005DC-559_634x376
article-2313828-197406A8000005DC-350_634x339
article-2313828-19741F40000005DC-974_634x310

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.