Seguidores

domingo, 6 de dezembro de 2015

Historiadora de Paulista – PB consegue nota máxima em Monografia com o tema produção têxtil em São Bento

DELANNY LUCENAA jovem Dellanny Lucena da Silva Santos, natural de Paulista, no Sertão da Paraíba, conseguiu, recentemente, nota 10, na apresentação do seu Trabalho para Conclusão do Curso de Graduação em História, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), como exigência parcial, para obtenção do grau de Licenciatura em História, enfatizando o tema: Produção Têxtil em São Bento-PB: impactos da importação de artigos para o complexo têxtil no século XXI.
Segundo a jovem Historiadora Paulistense, a escolha do município de São Bento para o desenvolvimento da Monografia, surgiu de três razões que ela cita como principais: em 1º lugar, a observação da crise vivida pelos produtores têxteis da cidade de São Bento, até fins de 2012, derivada da crise global influenciada pelos subprimes Norte-Americanos. “O 2º motivo foi o agravamento da crise que se deu, principalmente, pela relevância da comercialização dos Produtos Chineses em nível global, causando um processo de desindustrialização, não só no município de São Bento, mas em todo o Brasil”, disse Dellanny. E em 3º lugar, a Historiadora apresenta, como justificativa para a produção do trabalho, a afinidade com pessoas envolvidas no ramo de produção e comercialização dessas mercadorias.
“Uma das metodologias aplicadas no trabalho acadêmico foi a leitura acerca da construção histórica de São Bento, da Indústria Têxtil em geral, buscando sempre um sentido local da produção, além do levantamento de questionamentos através de conversas informais com produtores, e a busca de dados na Coletoria Estadual na cidade e na Receita Federal, em João Pessoa”, acrescentou a Historiadora.
Dellanny relata que a industrialização têxtil em São Bento surgiu do próprio processo cultural dos habitantes Sãobentenses, que desde os primórdios do município produzem mercadorias do ramo têxtil.
Por fim, a especialista em História, que está cursando também o curso de Direito na FIP em Patos-PB, revelou que a sensação em desenvolver o trabalho em São Bento é de muita felicidade, dizendo, inclusive, que recebeu orientação da banca examinadora da Monografia, na UFCG, para continuar com o trabalho, influenciando-a a transformá-lo em Doutorado, conceituando o estudo já como tese de Mestrado.
Leomarque Pereira-Paulistapb.net/ É Sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.