Seguidores

domingo, 1 de novembro de 2015

Suspeitos de matar PM Marcos Antônio são presos em Natal

Foto: Divulgação / PM RN

Da redação do Mossoró Hoje

Dois homens suspeitos de atirar no soldado Marcos Antônio na última sexta-feira (30/10) em Natal foram presos na manhã deste domingo (01/11) em uma residência no loteamento Nordelândia, região Norte da cidade.

Eles foram detidos após uma denúncia anônima.

Segundo a polícia, um dos suspeitos (foto) foi identificado como Jackson Deunier Lopes da Silva. A dupla foi levada para a Delegacia de Plantão da Zona Norte e encaminhada para a Delegacia Especializada em Homicídios (DEHOM) de Natal.

O soldado Marcos Antônio, que tinha 23 anos de corporação, foi baleado na cabeça na sexta e internado no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, onde não resistiu e morreu no sábado (31).

Em nota, a Secretaria de Segurança do Estado informou que Marcos Antônio era um policial exemplar e que “toda estrutura da Sesed foi prontamente disponibilizada para apurar o ocorrido, identificar e prender o acusado”.

O presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos e da Cidadania do RN, Marcos Dionísio, também declarou em nota que lamenta a morte do PM, como também de todos que foram vítimas de assassinato no Estado.

Veja nota na íntegra:


O Conselho Estadual de Direitos Humanos e da Cidadania do Rio Grande do Norte manifesta seu pesar e sua solidariedade à família, aos amigos e aos admiradores do policial militar Marcos Antonio da Silva, que faleceu neste sábado, dia 31 de outubro de 2015, vítima de disparos de arma de fogo, em Natal/RN.

O lamento pela morte deste servidor da lei é estendido às demais mortes de policiais e de outros potiguares ou residentes, num total de 1.338 pessoas assassinados (e não 1.301 como tem sido propagado), um número menor do que em 2013 e 2014, e são 43,60 CVLI/100mil hab em 2014 contra 39,23 CVLI/100mil hab em 2015, um número muito alto ainda levando em consideração que a taxa nacional foi de 29,3 CVLI/100mil hab em 2014.

É necessário nos revestir de força nesse momento de dor e juntos demandarmos o fortalecimento do CIASP-SESED e a formação de uma comissão especial de investigação para esclarecer possiveis ligações entre os atentados cometidos contra operadores da segurança pública. Nesse pensamento, o COEDHUCI, os sindicatos policiais SINPEF, SINPOL e as associações de policiais ACS e ASPRA, estarão realizando em dezembro uma conferência livre sobre os direitos humanos dos policiais.

“A morte de cada homem diminui-me,
Porque eu sou parte da humanidade;
Eis porque, nunca pergunto
Por quem os sinos dobram;
Eles dobram por mim.”

John Donne

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.