Seguidores

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Preso por degolar adolescente no RN confessa ter matado por ciúme

O ciúme que sentia de Kassia Fabíola Pereira de Oliveira, de 14 anos, levou um ex-namorado de 24 anos a matar a adolescente com golpes de punhal no último sábado (7) em Ceará-Mirim, na Grande Natal. Preso nesta segunda-feira (9) em uma casa abandonada na zona rural da cidade, o jovem confessou o crime, detalhou como matou Kassia e disse ter assassinado a adolescente porque foi traído.

O depoimento foi ouvido pela delegada Jamille Alvarenga, titular da Delegacia de Polícia Civil de Ceará-Mirim, na tarde desta segunda-feira. "A menina trabalhava como babá em uma casa e o suspeito do crime afirma que ela traía ele com o patrão, mas a família da vítima nega que isso tenha acontecido. O relacionamento deles, inclusive, já teria terminado há duas semanas", explica. A delegada acrescenta que apesar de não ter passagem pela polícia, o rapaz tinha histórico de ameaças contra a vítima e outras ex-namoradas.

No interrogatório, o jovem deu detalhes sobre como matou a adolescente. Segundo o acusado, por volta das 14h do sábado, o suspeito foi até a casa onde Kassia trabalhava, chamou a vítima e disse que precisava conversar. Os dois saíram juntos em uma motocicleta que o jovem pegou na casa de um amigo. De acordo com a delegada, o suspeito revelou que Kassia foi levada para uma casa abandonada, onde segundo ele, os dois mantiveram relações sexuais.

Depois disso, o jovem usou a mesma motocicleta para levar a adolescente até uma estrada carroçável, onde Kassia foi morta a punhaladas. "Era caminho da casa da mãe dele. Por isso ela não estranhou", ressalta Jamille Alvarenga. O corpo foi deixado no local e o suspeito voltou até a cidade para entregar a motocicleta.

"A namorada do amigo dele viu a roupa ensanguentada e perguntou o que aconteceu. Na mesma hora ele confessou que matou a menina. Também recebeu uma ligação da irmã da vítima e confessou para ela também. Em seguida fugiu e dormiu no mato desde sábado. Encontramos ele em uma casa abandonada em um assentamento", detalha Jamille Alvarenga.

Em entrevista ao G1 neste domingo, a mãe de Kassia, Kelly Cristina Pereira, de 33 anos,  pediu por justiça ao falar sobre o suspeito. "Só peço justiça. Minha filha não merecia o que ele fez com ela”, disse.

A mãe havia afirmado que o ex-namorado de Kassia tinha 19 anos, no entanto, a Polícia Civil confirmou a idade do suspeito nesta segunda.

Arma do crime

Aos policiais civis que o prenderam, o suspeito indicou onde deixou a arma do crime, um punhal. A arma foi encontrada nas imediações da casa da mãe dele. "O rapaz reconheceu o punhal como o que foi usado para matar a adolescente", disse.

A delegada ainda disse não ter visto arrependimento do jovem durante o interrogatório. "Não vi arrependimento. Ele diz que se arrependeu, mas não chorou e relatou o crime com detalhes, até mesmo a ordem das punhaladas", conclui a delegada.

O ex-namorado de Kassia teve a prisão preventiva decretada no fim da tarde desta segunda pela juíza Valentina Damasceno, da Comarca de Ceará-Mirim. O suspeito do crime ficará preso na Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal e depois será transferido para um dos centros de detenção provisória da Grande Natal.
Do G1/ O Umarizalense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.