Seguidores

sábado, 24 de outubro de 2015

Prefeito anda 500 km para pagar promessa e espantar a crise

“Fiz a promessa para ganhar a votação, mas decidi pagar agora por conta da realidade financeira do município. Seis anos de estiagem, poucos recursos, cortes [de gastos], demissões. É uma forma de ser solidário com famílias e prefeitos do Agreste Meridional. Vamos rezar para Deus, Padre Cícero e Nossa Senhora das Dores pela situação da crise”, disse.

Um grupo de 19 pessoas acompanhou a caminhada. Eles pegaram a estrada das 2h30 às 10h e das 16h às 22h. No intervalo, um enfermeiro que esteve entre os integrantes deu suporte à equipe fazendo massagens e compressas. Os peregrinos irão voltar em uma caminhonete.

Crise

Devido à crise, o Governo de Iati vem atrasando compromissos junto a servidores, prestadores de serviço e fornecedores. Diante desse quadro foram adotadas medidas de enxugamento do custeio da máquina pública.

Foram demitidos servidores temporários, cortadas gratificações e até os salários do prefeito, secretários e cargos comissionados sofreram uma redução de 30%.

Também foram adotadas medidas de economia de combustível e consumo de energia elétrica, inclusive, com a redução do expediente da Prefeitura em uma hora. “A fé foi fortalecida, as medidas foram tomadas, espero que consigamos sair desse difícil momento”, finalizou o prefeito Iatiense.

*UOL/ Nosso Paraná RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.