Seguidores

terça-feira, 13 de outubro de 2015

ISSO É BRASIL! INSS nega auxílio doença a mulher cega e sem movimentos do corpo

Foto: Reprodução/ Rede Record

Uma mulher cega e sem movimentos em todo o corpo, devido a uma doença neurológica desconhecida, teve o pedido de auxílio doença negado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Moradora de São Paulo, Gabriela Russo começou a sofrer com os sintomas do problema há mais de um ano, quando estava grávida da filha Flora. "Depois da comemoração [da gravidez], começou a vir a doença. No começo, achávamos que era frescura de grávida, até porque os médicos diziam muito isso. Ela começou a ter problemas para urinar, precisava fazer muita força para sair", afirmou o marido de Gabriela, Eduardo, em entrevista à Rede Record. Inicialmente, a paciente perdeu o movimento das pernas e, devido à doença, seu bebê corria risco de morte. Com o objetivo de salvar Flora, o parto foi antecipado para seis meses de gravidez. Por ter nascido muito fraca, a criança teve duas paradas cardíacas e paralisia facial. Quando a menina nasceu, a mãe já estava cega. Para cuidar da família, Eduardo precisou parar de trabalhar e pediu ao INSS auxílio doença para a esposa. "Minha esposa chegou de ambulância no INSS, não se mexia, não tinha controle dos membros inferiores e superiores, não fala e não enxerga. O perito avaliou a Gabriela fisicamente, e eu expliquei a doença dela. Ele não era um perito para problemas neurológicos, então eu dei uma aula para ele e levei a ressonância", contou. No entanto, alguns dias depois, a família recebeu uma carta que informava o indeferimento do pedido, ou seja, o auxílio foi negado. Segundo o INSS, Gabriela estaria apta a trabalhar. Atualmente, a família aguarda nova decisão do órgão após entrar com recurso e vive à base de doações.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.