Seguidores

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Estados Unidos registra casos de peste negra, doença que matou milhões na Idade Média

Doença afeta os nódulos linfáticos e causa gangrena | Foto: Reprodução/ BBC

Os Estados Unidos registraram, somente em 2015, 15 casos de peste bubônica, com quatro mortes, segundo informações do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês). Mais conhecida como peste negra, a doença causou cerca de 50 milhões de mortes na África, Ásia e Europa no século 14. No século 19, mais de 12 milhões de pessoas morreram também na China. "A praga era bastante presente [nos EUA], com epidemias em cidades portuárias da costa oeste. Mas o último surto urbano da praga foi em Los Angeles em 1925. Daí se espalhou por meio de ratos do campo, e assim se entrincheirou em partes do país", explicou Daniel Epstein, da Organização Mundial da Saúde (OMS), em entrevista à BBC. Atualmente, são registrados casos também em Madagascar, República Democrática do Congo e Peru. Quando não tratada, a peste tem um índice de mortalidade de 30% a 60% e é transmitida, geralmente, por pulgas. "O conselho é se precaver contra mordidas de pulgas e não manusear carcaças de animais em áreas endêmicas da praga", disse Epstein. O CDC informou ainda que todos os casos registrados nos EUA em 2015 foram nos estados do Novo México, Arizona, Califórnia e Colorado. Apesar de pesquisas desenvolvidas, ainda não há uma vacina para a peste negra.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.