Seguidores

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

PRÁTICAS ERRADAS PODEM RESULTAR EM CONSEQUÊNCIAS TERRIVEIS: Aos 19 anos, viciado em puxar ferro morre após artéria do peito estourar


Andrej Gajdos, de 19 anos, estava saindo de um supermercado em Weston-super-Mare, na Inglaterra, quando desmaiou. Morreu logo em seguida, por conta de uma ruptura da aorta torácica, principal artéria no peito. A causa da morte chocou familiares e amigos.

Gajdos era viciado em academia. Costumava malhar duas vezes ao dia e, para ter um resultado mais rápido, usava esteroides para aumentar os músculos.

Os exames feitos posteriormente comprovaram o uso das substâncias. Gajdos, que nasceu na Eslováquia, comprometeu, segundo o jornal britânico Daily Mail, os órgãos do corpo de tanto tomar bomba.

O médico que realizou os exames, Dr. John Oxley, afirmou, durante o inquérito do caso, que o coração de Andrej pesava 680g, enquanto um coração normal deveria pesar entre 400 e 500g.

"Ele não era um cara normal", completa o médico.

Os anabolizantes, segundo o especialista, teria ampliado seu coração, o que provavelmente causou a ruptura da artéria.

Além disso, ele também apresentava problemas pulmonares.

As fotos postadas pelo adolescente em suas redes sociais comprovam seu vício em puxar ferro.

Suas fotos são, na maioria, dentro da academia, fazendo algum tipo de exercício.

Também adora tirar foto exibindo seus músculos frente ao espelho.

Familiares criaram uma página na internet para arrecadar fundos ao enterro. "Ele era amado por todo mundo. Enterrar seu filho é algo que ninguém jamais deveria fazer", disse Desana Krajcikova, mãe do garoto.

Gajdos foi descrito pelos amigos como um "um sujeito que sonhava em ser bodybuilder". Queria, segundos os amigos, ficar tão forte quanto o "The Rock", que é ator e lutador profissional.
Do R7 / Hora 7/ O Umarizalense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.