Seguidores

quarta-feira, 27 de maio de 2020

MOSSORÓ-RN: Baleado, Jovem se esconde em cima de uma casa para escapar da morte

A ocorrência foi registrada na madrugada de hoje, 27 de maio, na Rua Epitácio Pessoa no bairro Santo Antônio. Segundo a polícia alguém armado foi ao local para matar Carlos Alberto Brito Freitas de 30 anos e ele teria reagido.
No confronto com utilização de pistola e escopeta, dois foram feridos. Um deles com pouca gravidade que nem precisou de atendimento médico. Carlos Alberto, mesmo ferido, correu cerca de 300m e para escapar da morte subiu em cima de uma casa na Rua Riachuelo.
Quando a polícia e a equipe do Samu chegaram ao local e viram que a vítima ainda estava viva, pediram o auxílio de uma equipe do Corpo de Bombeiros para retirar o rapaz do telhado.
Carlos Alberto Brito Freitas recebeu atendimento no local e precisou ser conduzido para o Hospital Regional Tarcísio Maia, para ser mais bem avaliado. Só ele poderá informar a polícia o que de fato aconteceu.






Fonte: O Câmera
Via: Erivan Morais

Programa do Leite pode parar por falta de pagamento do Estado


Os produtores de leite do RN estão aflitos. Em plena crise com a pandemia do Coronavírus, faz cinco quinzenas que o Governo do Estado não repassa o pagamento referente ao Programa do Leite.

Caso o pagamento não ocorra nos próximos dias, o programa vai paralisar e penalizar milhares de família contempladas no Rio Grande do Norte.

Fonte: Heitor Gregório.

SERVIDOR DO ITEP-RN É PRESO EM OPERAÇÃO CONTRA FALSIFICAÇÃO DE IDENTIDADES

Operação Identidades tem como objetivo evitar que continuem sendo confeccionados documentos de Registro Geral (RG) para criminosos foragidos da Justiça potiguar.
A Polícia Civil encontrou diversas cédulas de Registro Geral (RGs), cheques, materiais para a coleta de impressões digitais e cópias de certidões de nascimento, na casa do servidor do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN), de 65 anos, preso na manhã desta quarta-feira (27). Os materiais seriam possivelmente utilizados para a produção de documentos falsos.
O servidor foi preso durante a Operação Identidades. Além do colaborador do Itep, outras duas pessoas também foram detidas por conta da ação policial.
De acordo com a Divisão Especializada de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), a Operação Identidades tem como objetivo evitar que continuem sendo confeccionados documentos de Registro Geral (RG) para criminosos foragidos da Justiça potiguar.

Agora-RN

PF cumpre mandados de busca e apreensão em inquérito do Supremo sobre fake news

Alexandre de Moraes e fachada do STF


247 - A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta quarta-feira (27), mandados de busca e apreensão no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre fake news. Agentes da corporação cumprem 29 mandados de busca e apreensão no âmbito do procedimento, presidido pelo ministro Alexandre de Moraes. As ordens judiciais estão sendo cumpridas no Distrito Federal, em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Paraná, em Santa Catarina e no Mato Grosso.
O presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, abriu o inquérito em março de 2019, com o objetivo de apurar ofensas e ameaças que "atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal, de seus membros e familiares".
 

Hoje é ultimo dia para inscrição do ENEM

Enem vestibular
Se encerra às 23h59 desta quarta-feira (27) o período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. O término do prazo foi prorrogado na última sexta-feira (22), que era a data-limite original.
As inscrições começaram no dia 11 de maio e podem ser feitas por meio da página do Enem na internet. A taxa de participação, no valor de R$ 85, deverá ser paga por aqueles que não pediram isenção até 28 de maio.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) já afirmou que as datas de realização das provas "serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais" por conta dos impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).
 

Coreia do Sul tem maior alta de novos casos de coronavírus em 49 dias

A Coréia do Sul registrou o maior número diário de novos casos de coronavírus em 49 dias nesta quarta-feira (27).


Os Centros da Coréia para Controle e Prevenção de Doenças (KCDC) contabilizaram 40 novos casos a partir da meia-noite de terça-feira (26 de maio), elevando o número total do país para 11.265. Um dia antes haviam sido registrados 12 novos casos.


Até agora, pelo menos 36 casos foram relacionados a um surto no centro de logística operado pela empresa de comércio eletrônico Coupang Corp, apoiada pelo SoftBank, em Bucheon, oeste de Seul, informou o KCDC.


A companhia, uma das maiores especializadas em e-commerce no país, já fechou a instalação que pode ter originado um novo foco da doença. As autoridades de saúde alertaram que os casos relacionados ao depósito podem aumentar ainda mais.


Cerca de 3.600 pessoas na instalação estão sendo testadas.
 

Idosa suspeita de covid-19 morreu na madrugada de hoje no Hospital Regional de Caicó

Mais uma morte suspeita de COVID-19 foi registrada na madrugada desta quarta-feira (17/05) no Hosptial Regional do Seridó na cidade de Caicó.  Segundo informações colhidas pela nossa reportagem uma idosa de 81 anos, residente em Jardim do Seridó, que estava internada desde de sábado no setor de suspeitos de covid não resistiu e veio a óbito na madrugada de hoje. 

Veja o relato da filha da vitima que faz uma cronologia desde a data do seu aniversário no último sábado até a fatídica noticia na madrugada de hoje; 

Dia 22/05, sexta-feira, foi o aniversário de 81 anos de mamãe. Por causa da Pandemia, não fizemos festa. Falamos com ela por vídeo chamada e ela disse que estava com mais sono que o normal naquele dia. Sentimos sua voz um pouco cansada, mas ela estava feliz e lúcida o suficiente para lembrar a idade que estava fazendo, reconhecer cada um de nós e agradecer, digo isso porque ela estava no início do Alzheimer.

Dia 23, sábado, ela ficou molinha e com baixa oxigenação. Mamãe sempre teve problemas respiratórios e enfrentou nos últimos dois anos, duas pneumonias. Tivemos medo de levá-la ao médico por causa dos casos de Covid, medo dela ser infectada lá, já que em casa, teoricamente, estávamos cumprindo o isolamento. Mas o medo de ser algo mais grave falou mais alto e levamos ela para o Hospital de Jardim no sábado à noite. Disseram que teriam que levá-la para Caicó, que é onde teria estrutura para atendê-la. 

Em Caicó veio a notícia de que ela teria que ficar sozinha, pois as síndromes respiratórias já eram tratadas como casos suspeitos de Covid. Esse foi o momento mais difícil. Deixar ela sozinha lá... E quando ela acordasse? Como a gente iria conseguir falar com ela? Ela só poderia fazer o exame para saber se estava com covid em três dias e ninguém informou quando o resultado sairia. Mas a gente sabia que o hospital poderia fazer mais por ela do que a gente, naquele momento... Foi difícil, mas deixamos ela lá.

Witzel é alvo de ação da PF sobre desvio de verbas contra a Covid

Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo
A Polícia Federal (PF) iniciou na manhã desta terça-feira (26) a Operação Placebo, sobre suspeitas de desvios na Saúde do RJ para ações na pandemia de coronavírus. São 12 mandados de busca e apreensão — um deles no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador Wilson Witzel (PSC).
Resumo:
Witzel e sua mulher, Helena, são alvos de mandados de busca e apreensão autorizados pelo STJ;
Governo do RJ não se pronunciou sobre a operação até as 8h30;
Outra operação da PF há duas semanas prendeu cinco pessoas, entre elas o empresário Mário Peixoto, que tem contratos de R$ 129 milhões com o governo do RJ;
Após essa operação, a Lava Jato no Rio enviou citações a Witzel para a Procuradoria-Geral da República.
Às 8h40, agentes saíram do Palácio Laranjeiras com um malote com documentos.
Equipes da PF também foram mobilizadas para a casa onde Witzel morava antes de ser eleito, no Grajaú, e no escritório de advocacia do governador, que é ex-juiz federal.

POLICIAIS PENAIS E INTERNOS DO SISTEMA PENITENCIÁRIO DA REGIÃO OESTE DO RN TESTAM POSITIVO PARA COVID-19

Casos foram registrados em Mossoró e Caraúbas.
Dois policiais penais e sete internos da Cadeia Pública de Caraúbas, além de dois internos da Cadeia Pública de Mossoró, testaram positivo para o novo coronavírus, segundo a assessoria de comunicação da Secretaria da Administração Penitenciária do
A assessoria de comunicação da Seap afirma que, ao identificar sintomas gripais nos apenados e na equipe, a Secretaria encaminhou os casos suspeitos para realização de testes rápidos e, a partir do resultado positivo, afastou os servidores dos serviços e comunicou os familiares dos internos sobre a situação e os procedimentos adotados. Segundo o texto, os internos estão isolados, a Justiça Estadual também foi acionada e os casos são acompanhados pela equipe de saúde prisional das unidades e dos municípios.
Hoje, 27, o subcoordenador de Gestão das Unidades Prisionais da Seap, Albertino Kennedy, estará em Caraúbas para acompanhar o caso. “Todos os policiais penais e internos de Caraúbas e de Mossoró tem à disposição EPIs. As unidades são desinfectadas diariamente com saneantes, seguindo recomendação do Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 da Seap”, informa a comunicação da Seap.
Ainda segundo a assessoria, a Cadeia Pública de Mossoró funciona como um centro de triagem e recebimento de novos internos do sistema para toda Região do Alto Oeste potiguar. Os internos de Caraúbas identificados com a Covid cumpriram quarentena em Mossoró e foram transferidos no dia 15 de maio.Rio Grande do Norte (SEAP-RN). De acordo com as informações, a testagem foi realizada ontem, 26, e todos apresentam sintomas leves do Covid-19.


Com informações da assessoria de comunicação da SEAP/RN

RN TEM 22 MORTES NAS ÚLTIMAS 24HS E SOMA 242; SÃO 5.630 PESSOAS INFECTADAS PELA COVID

De acordo com os dados da Sesap, são 14.035 suspeitos e 11.207 descartados. O estado já distribuiu mais de 53 mil testes para hospitais e municípios. 
Rio Grande do Norte já contabiliza 242 mortes por Covid-19, segundo atualização da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) nesta quarta-feira (27). De acordo com os dados da Sesap, são 5.630 casos confirmados da infecção, 14.035 suspeitos e 11.207 descartados. O estado já distribuiu mais de 53 mil testes para hospitais e municípios.
Leitos
O Rio Grande do Norte deve abrir mais leitos hospitalares nos próximos dias em todas as regiões para ampliar os atendimentos a pacientes com Covid-19.
Segundo a Sesap, 10 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) serão abertos no Hospital São Luís, em Mossoró, e 12 novas estruturas no Seridó. Em Pau dos ferros serão 3 novos leitos. Na região Metropolitana de Natal, as estruturas novas serão instaladas no Hospital João Machado (20), na Liga (10) e no hospital de Macaíba (10).
Taxa de Ocupação
A taxa de ocupação nas unidades hospitalares destinadas a tratar o novo coronavírus no estado está distribuída da seguinte maneira:
Região Oeste: 100%
Pau dos Ferros: 100%
Grande Natal: 100%
Caicó: 81%
 
*Agora-RN/Passando na Hora

domingo, 24 de maio de 2020

RIO GRANDE DO NORTE REGISTRA 83 NOVOS CASOS E 13 ÓBITOS NAS ÚLTIMAS 24 HORAS, TOTALIZANDO 197 MORTES E 4.682 INFECTADOS

Imagem: reprodução
A Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap atualizou os números do coronavírus no Rio Grande do Norte, neste domingo (24).
A quantidade de casos confirmados chega a 4.682, enquanto eram 4.599 no boletim de sábado. São 83 casos a mais.
O total de vítimas do covid-19 no RN chega a 197 – foram 13 óbitos registrados a mais que a atualização do boletim de ontem.
 

Trump suspende entrada nos EUA de viajantes vindos do Brasil

Medida atinge brasileiros e estrangeiros que passaram pelo país no período de 14 dias antes da viagem

O governo Donald Trump anunciou neste domingo (24) a proibição de ingresso de viajantes que chegam nos Estados Unidos a partir do Brasil, um dos países atualmente mais atingidos pela pandemia de coronavírus — o principal foco é justamente os Estados Unidos. O prazo passa a contar desde sexta-feira (22).
O comunicado divulgado pela Casa Branca ressalta que a medida visa a proteger os EUA ao "suspender a entrada de estrangeiros que estiveram no país (Brasil) durante um período de 14 dias antes de buscar a admissão nos Estados Unidos". "A ação irá garantir que estrangeiros que estiveram no Brasil não se tornem uma fonte adicional de infecções em nosso país", diz o texto. 
Americanos ficam livres dessa restrição. O fluxo comercial entre os dois países segue inalterado. Hoje, 13 voos semanais estão em operação entre Brasil e EUA.
Trump já havia insinuado que estaria prestes a tomar a medida há alguns dias, devido ao aumento do número de casos no Brasil. Neste domingo, o consultor em segurança nacional dos EUA, Robert O'Brien, havia declarado em entrevista ao programa Face the Nation, da CBS, que essa decisão seria anunciada em algumas horas:
— Acredito que hoje teremos uma nova decisão em relação ao Brasil, como fizemos com o Reino Unido, Europa e China, e esperamos que seja temporária.
— Devido à situação no Brasil, vamos tomar todas as medidas necessárias para proteger o povo americano — acrescentou.
Os Estados Unidos interromperam as viagens a partir da China, Europa e Reino Unido à medida que o vírus se espalhava nessas áreas. A América Latina se tornou o mais recente epicentro da covid-19, e o Brasil é o segundo país mais afetado do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos em número de casos.

GuachzhMundo

Saiba como gerar o novo CARTÃO do auxílio de R$600

O cartão virtual deve ser emitido pelo Caixa Tem. Esse é o aplicativo da Caixa para facilitar o acesso dos beneficiários aos serviços sociais e transações bancárias.

Wanderson Oliveira anuncia que deixará Ministério da Saúde

Secretário de Vigilância em Saúde queria sair em abril, após situação de Mandetta acabar insustentável, mas decidiu ficar para ajudar nas transições

Por Nonato Viegas
Em mensagem enviada aos colegas de equipe, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, anunciou que deixará o cargo nesta segunda-feira, 25. Ele escreveu: “Apesar de sair da função de Secretário de Vigilância em Saúde, continuarei ajudando ao ministro Pazuello nas ações de resposta à pandemia. Somos da mesma instituição, Ministério da Defesa e conosco é missão dada, missão cumprida.”
Oliveira é remanescente da gestão de Luiz Henrique Mandetta, que foi demitido do posto de ministro da Saúde pelo presidente Jair Bolsonaro e se tornou um dos principais responsáveis pela estratégia de combate ao surto no Brasil como elaborador das chamadas “medidas não farmacológicas” e um defensor das medidas de distanciamento social.
O secretário havia decidido por sua saída em 14 de abril, portanto, antes mesmo da saída de Mandetta. À época, o desligamento do então ministro da Saúde era dada como certa devido às divergências com Bolsonaro, que pressionava pela volta das atividades econômicas e pela liberação do uso da cloroquina. Mandetta não aceitou a demissão do auxiliar.
Dias depois, Mandetta saiu, e o oncologista Nelson Teich o substituiu. Wanderson, então, voltou a afirmar que sairia, mas se colocou à disposição para ajudar na transição, antes de tirar uns dias de férias, de 4 a 19 de maio. Teich se demitiu e, agora, o ministério é dirigido pelo general Eduardo Pazuello, que nomeou mais de 15 militares para postos-chave.
Doutor em epidemiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Wanderson Oliveira é servidor civil do Hospital das Forças Armadas (HFA), onde atua como enfermeiro epidemiologista, e professor da Escola Fiocruz de Governo, em Brasília. Ele se reapresentará no HFA, depois de atuar por 16 anos no Ministério da Saúde.

Fonte: Veja

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Em Caicó/RN: Oito pacientes estão internados com suspeita de coronavírus no Hospital Regional de Caicó

 
Aumentou o número de casos suspeitos por coronavírus internados no Hospital Regional Telecila Freitas Fontes. Agora, são 8 pacientes internados e a taxa de ocupação de 61,11% nos leitos intensivos/ semi intensivos. Já a taxa de de pacientes em uso de ventilador mecânico é de 45%.



Via: Nossa Pau dos Ferros

Apesar de novo protocolo, Anvisa não flexibiliza a venda de cloroquina


Apesar do Ministério da Saúde ter divulgado, nessa quarta-feira (20), um novo protocolo que libera, no SUS, o uso da cloroquina até para casos leves da Covid-19, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não alterou o controle sobre o tipo de receita para a compra desses medicamentos e segue exigindo a Receita de Controle Especial em duas vias: uma é devolvida ao paciente e outra fica retida nas farmácias.
O aumento do controle foi feito em março. Antes, era exigida apenas uma receita comum. Apesar do grau de dificuldade maior, a procura pelo medicamento nas farmácias continua grande. Desde a chegada da pandemia no Brasil, houve um aumento significativo no número das vendas.
De acordo com um levantamento feito pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), a alta nas vendas no primeiro trimestre de 2020 foi de 67%, em relação ao mesmo período do ano passado. Em números exatos, de janeiro a março de 2019, foram vendidas 231.546 unidades de medicamentos contendo cloroquina nas farmácias, enquanto em 2020 esse número passou para 388.829.
O Sindusfarma – sindicato das indústrias farmacêuticas – também fez um levantamento para entender a disparada na procura pelo medicamento este ano. As vendas, em caixas, foram aumentando de janeiro a março. Em abril, houve um leve recuo, mas o número permaneceu alto.
Segundo o estudo, em janeiro de 2020, foram vendidas 91. 387 caixas; em fevereiro, foram 79. 659; em março, 365. 016 unidades; e em abril, o número ficou em 211.261 caixas comercializadas.

EUA compram 300 milhões de doses de potencial vacina contra a Covid-19

vacina

Entretanto, a própria companhia farmacêutica que está desenvolvendo a vacina reconhece que ela ainda está em testes e pode não funcionar

O Governo dos EUA comprou 300 milhões de doses de uma vacina contra a Covid-19 que está sendo desenvolvida pela companhia farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

A empresa afirma já ter vendido 400 milhões de doses, incluindo o pedido dos EUA, e que tem capacidade para produzir até 1 bilhão de doses da AZD1222 até o final do ano que vem.
Vale mencionar que a vacina, anteriormente conhecida como ChAdOx1 nCoV-19, ainda está em desenvolvimento e a AstraZeneca reconhece que ela “pode não funcionar”. Um teste clínico de Fase I/II com 1.000 voluntários saudáveis no sul da Inglaterra, com idades entre 18 e 55 anos, foi iniciado no mês passado.
Os resultados deste teste estarão disponíveis “em breve”. Se forem o esperado, testes de Fase III em larga escala, com até 30 mil participantes, poderão ser realizados ainda neste ano em vários países.
Segundo Alex Azar, secretário de saúde e serviços humanos dos EUA, “este contrato com a AstraZeneca é um marco na Operação Warp Speed, que visa a obtenção de uma vacina segura, eficaz e amplamente disponível até 2021”.
Várias outras empresa em todo o mundo estão em uma corrida para o desenvolvimento de uma vacina contra o vírus Sars-Cov-2, causador da Covid-19. Nos EUA a Moderna, uma empresa farmacêutica, anunciou que teve sucesso na primeira fase de testes de sua vacina, feitos com um grupo de 45 voluntários nos EUA. A empresa agora está iniciando a Fase II dos testes, com 600 voluntários.
 
Fonte: Reuters

Marido mata mulher a facadas por causa do auxílio emergencial no Piauí

Companheiro da vítima confessou o crime e disse que a vítima não queria dividir com ele o auxílio emergencial.

Na noite de quarta-feira (20), uma mulher identificada como Marlene Silva Santos, de 28 anos, foi assassinada a facadas no município de Caracol, a 600 km de Teresina, na região Sul do Piauí. O marido dela foi preso e confessou o crime, afirmando que os dois haviam discutido porque ela não queria dividir com ele o dinheiro do auxílio emergencial do Governo Federal. Um amigo do companheiro da vítima, também foi preso pela PM suspeito de participar do crime.
 
Crédito:Divulgação/PM-PI

De acordo com os policias que atenderam a ocorrência, a vítima chegou a ser atendida por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. Marlene deixa três filhos pequenos.
O companheiro da vítima, identificado apenas como Leonardo, de 24 anos, se apresentou a Polícia Militar depois de ficar escondido em um matagal por duas horas. O outro suspeito preso, amigo de Leonardo, teria participado do crime. O caso será investigado pela Polícia Civil, que deve determinar qual foi a participação de cada um.
Segundo as primeiras informações, o casal estava bebendo em casa quando começaram a discutir. Em depoimento, Leonardo afirmou que a companheira não queria dividir com ele o dinheiro do auxílio emergencial. Durante a discussão, o suspeito disse que a vítima o tentou agredir com a faca, mas ele teria conseguido desarmá-la e em seguida, usou a faca para golpeá-la no pescoço. Em seguida, fugiu do local.
Leonardo foi preso ainda com a arma utilizada no crime. Os presos foram encaminhados para a Delegacia de São Raimundo Nonato.

Estados não devem aderir a uso generalizado de cloroquina

Ministério da Saúde divulgou novo protocolo em que permite prescrição do medicamento para pacientes com quadro leve de covid-19


Estados brasileiros devem resistir ao novo protocolo do Ministério da Saúde que recomenda prescrição médica de cloroquina desde os primeiros sinais da doença causada pelo coronavírus. Ao menos oito governos já sinalizaram que não vão aderir ao uso generalizado do medicamento - entre eles, São Paulo, Bahia, Pará e Rio Grande do Sul. Em outros sete, as administrações afirmam que a aplicação ou não ainda está sob estudo.
Funcionário conta drogas de prescrição médica. 12/6/2019. REUTERS/Chris Wattie
Funcionário conta drogas de prescrição médica. 12/6/2019. REUTERS/Chris Wattie
Foto: Reuters
Alvo de alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS) mas pretendida pelo presidente Jair Bolsonaro, a permissão para livre uso de cloroquina foi divulgada nesta quarta-feira, 20, pelo governo federal. Governadores e autoridades sanitárias estaduais que se opõem à medida, entretanto, argumentam principalmente que falta comprovação científica da sua eficácia contra a covid-19 e há uma série de efeitos colaterais associados à droga.
O documento para liberar a prescrição médica a todos os pacientes é assinado pelo general Eduardo Pazuello. Ele assumiu interinamente o Ministério da Saúde após a demissão dos ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, ambos médicos, que se negaram a endossar a recomendação pretendida por Bolsonaro.
Na prática, o novo protocolo autoriza que médicos da rede pública receitem cloroquina logo após os primeiros sintomas, como coriza, tosse e dor de cabeça. Para isso, o paciente deverá assinar um termo de consentimento em que diz aceitar o risco "por livre iniciativa" -- sendo alertado, inclusive, da possibilidade de "disfunção grave de órgãos" e até de "óbito". No protocolo anterior, de março, a liberação era apenas para pacientes em situações mais graves.

Câmara aprova PRORROGAÇÃO de aposentadoria de pacientes crônicos sem perícia do INSS

Na última quarta-feira (20), a Câmara dos Deputados aprovou o projeto que suspende, durante a pandemia do coronavírus, a revisão para concessão de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez de pacientes com doenças crônico-degenerativas ou que comprometem a imunidade.
Esses benefícios poderão ser prorrogados para os portadores dessas doenças sem perícia médica do INSS, enquanto durar o estado de calamidade.
Para prorrogação, o projeto inclui portadores de doenças como Parkinson, Alzheimer, esclerose múltipla, tuberculose ativa, hanseníase, câncer, cardiopatia grave, entre outras doenças crônico-degenerativas, além dos portadores de fibromialgia e os que têm doenças que comprometem o sistema imunológico.
A finalidade dessa medida é impedir que esses pacientes tenham a precisão de se deslocar para fazer a perícia durante a pandemia. O texto aprovado acrescenta dispositivo na lei que define as medidas para o enfrentamento da pandemia do coronavírus.
Agora, a votação segue para o Senado. Se caso sofrer mudança, volta para a Câmara. Caso contrário, seguirá para sanção ou veto presidencial.

O que a medida determina?

Golpe do auxílio emergencial atinge mais de 11 milhões de pessoas; Caixa dá dicas de como evitar


Muitas pessoas perdem dinheiro ou compartilham dados pessoais com hackers ao tentar acessar seu benefício.
App do auxílio emergencial do governo
(Marcelo Casal Jr/Agência Brasil) App de cadastro do auxílio emergencial para MEI
SÃO PAULO – Golpes que prometem o auxílio emergencial pago pela Caixa Econômica Federal seguem circulando no WhatsApp e nas redes sociais. Até a última terça-feira (19), foram detectados mais de 11 milhões de tentativas do tipo envolvendo o auxílio de R$ 600, de acordo com o monitoramento do dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe.
Com a divulgação feita nesta segunda (18) do calendário da última parcela do primeiro lote e o início da segunda parcela do auxílio emergencial da Caixa, é preciso prestar ainda mais atenção para evitar prejuízos financeiros.
A última análise do laboratório de segurança digital, feita em 7 de abril, mostrava que cerca de 6,7 milhões de pessoas podem ter entrado em contato com o golpe. Pouco mais de um mês depois, foram mais outros 5 milhões de novos casos.
Segundo o dfndr lab, até a última terça-feira (19), também foram detectados 270 aplicativos falsos (também chamados de malwares) relacionados ao coronavírus.
O laboratório de segurança digital afirma que o objetivo dos cibercriminosos com estes golpes é de roubar dados pessoais e lucrar a partir da visualização de propagandas nas páginas falsas.
A Caixa afirma que, junto com outros órgãos do governo, Polícia Federal e as próprias lojas de aplicativos, vem monitorando e atua continuamente para bloquear e desativar os serviços falsos.
Vale lembrar que o único aplicativo idôneo do programa do governo é o Caixa Auxílio Emergencial, encontrado tanto em sistemas Android, quanto iOS.

Saiba como funciona

quarta-feira, 20 de maio de 2020

FUNCIONÁRIOS DA LINHA DE FRENTE CONTRA COVID-19 DO HRTM FAZEM DENÚNCIA GRAVE POR FALTA DE EQUIPAMENTOS. A MAIS GRAVE É QUE ESTÃO MISTURANDO PACIENTES COM É SEM DIAGNÓSTICOS.

Na semana passada fiz um relato que a saúde não está preparada para esse terrível vírus COVID-19. Não por culpa dos médicos e profissionais da saúde. Passei por seis profissionais médicos, sendo três na UPA do Belo Horizonte e mais três na Wilson Rosado. Realizei teste rápido particular ao custo de R$ 300 reais deu não reagente o resultado. Fiz o Swab na UPA que é a coleta da saliva na garganta e material no nariz, resultado deu não Detectável.  Exames de sangue PCR que mede a infectologia no sangue, o permitido é 5,00. Meu resultado deu 5,05. Fiz o D-Dímero esse valor de referência seria inferior a 500 ug/L FEU. O meu deu 215. Mesmo assim fiquei entre os casos suspeitos. Passados 17 dias retornei ao médico para saber se tive ou não a COVID-19. Resumindo. Fui orientado a pagar mais R$ 300,00 reais particular em um exame sorológico para agora, somente agora sem tomar nada, sem saber o que eu tinha, se eu tive ou não a COVID-19. Mostrando justamente o que vou mostrar agora através de denúncias feitas por um grupo de técnicos (as) de enfermagens do maior hospital da cidade (HRTM). Nas denúncias elas relatam a falta de EPI'S, o o mais agravante. A mistura de pacientes suspeitos ou com outras patologias, com os confirmados. Eu passei por isso lá também. Me colocaram misturado com todos, mesmo sem saberem o que eu tinha ainda. Tenho tentado acabar com o pânico implantado. Mas como assim, se lá dentro tá dessa forma.  Leia na íntegra as denúncias e tirem suas conclusões. As pessoas não serão identificada, pois não fomos autorizados. Algumas delas inclusive questionam as verbas do Governo Federal para o Estado. O Governo justifica que os novos leitos e equipamentos só serão liberados mediante a demanda. Aí eu pergunto. Será que o Governo não tá ciente disso? Espaço tá aberto.

POLÍCIA CIVIL PENDE ACUSADO DE APLICAR GOLPE EM IDOSOS NA CIDADE DE APODI-RN

Uma ação da Delegacia Municipal de Apodi, com apoio de policiais militares da cidade, resultou na prisão em flagrante de Ranulfo Holanda Cavalcante Filho, na tarde desta terça-feira 19 de maio. Segundo o delegado de Apodi DPC, Paulo Nilo, ele é investigado pela prática de usura, pois emprestava dinheiro aos idosos da região, com juros de até 40% ao mês e retia os cartões de aposentadoria e benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) das vítimas.
O suspeito foi preso, no momento em que os policiais cumpriam um mandado de busca e apreensão na residência dele. No local foram apreendidos cartões bancários de idosos, anotações de dados bancários das vítimas e notas promissórias. Ranulfo Holanda emprestava dinheiro aos idosos com juros e ficava com o cartão da vítima, afirmando que era a forma de garantir o pagamento.
Com os dados das vítimas, ele passava a movimentar as contas dos idosos contraindo empréstimos e praticando outras fraudes. Além disso, ele sacava mensalmente a integralidade dos valores das aposentadorias das vítimas. “Durante a investigação, uma das vítimas nos relatou que tomou um empréstimo de mil reais no ano passado e que teve os cartões retidos. Além de sacar mensalmente a aposentadoria, o suspeito já havia retirado o 13º. de 2019 e já havia feito antecipação da parcela de 2020.
Em um determinado momento, a vítima pediu os cartões de volta e Ranulfo Holanda alegou que só devolveria, caso ela pagasse o valor de mil reais que havia sido emprestado. Ou seja, o modus operandi do suspeito foi organizado para obter muitos valores das vítimas, durante um prazo prolongado”, detalhou o delegado de Apodi, Paulo Nilo.
A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.
 
Fim da Linha

Veja o vídeo...Mãe fica indignada no RN ao ver que filha seria enterrada juntamente com lixo de hospital

Dentro do caixão juntamente com o corpo da criança estava material de EPIs usado pela equipe medica do hospital que realizar o atendimento a vitima.
Uma menina de 9 anos de idade de Santa Luzia, distrito de Touros/RN, passou mal na última segunda-feira, 18 de maio, e faleceu. A funerária informou à mãe da criança, que à mesma seria sepultada sem à presença dos familiares.

Na hora do sepultamento a mãe foi chamada, e se não bastasse a dor de enterrar à filha sem ao menos velar o corpo devido as normas da quarentena, a mãe da criança resolveu quebrar o caixão com o martelo, e se deparou com o corpo da mesma com as roupas sujas, e as luvas usadas por médicos e enfermeiros dentro do caixão.

Diante da situação a mãe levou o corpo da criança para casa e com ajuda de outra funerária limpou o corpo, e à enterrou.

 veja o vídeo AQUI
Informações do blogdojadson.com.br

Secretaria de Saúde do RN aponta superlotação dos leitos de UTI em Pau dos Ferros

Leitos estão lotados em Natal, Mossoró e Pau dos Ferros, nesta terça-feira (19). Caicó era única região com vagas.
Os leitos de UTI para pacientes de coronavírus do Rio Grande do Norte estão superlotados na região metropolitana de Natal, em Mossoró e em Pau dos Ferros, segundo informou o secretário adjunto de Saúde do estado, Petrônio Spinelli no final da manhã desta terça-feira (19). Dos quatro pólos estaduais com leito UTI do sistema único de saúde para pacientes de Covid-19, apenas Caicó tinha vagas disponíveis, com 61% de ocupação.

"Nosso foco é tirar qualquer empecilho para abrir leitos. Precisamos abrir pelo menos 10 leitos hoje, a nível de Estado, sem contar o apoio que estamos dando aos municípios para abrir vagas", afirmou. Pelo menos 395 pessoas, confirmadas ou suspeitas para Covid-19, estão internadas nas redes pública e privada. Para se ter uma comparação, o número é quase o dobro do registrado no dia 1º de maio, quando havia 199 pessoas internadas. "Estamos crescendo número de leitos, mas está sendo insuficiente", disse.

De acordo com o secretário, a equipe está trabalhando nesta terça (19), para abrir leitos que estão aguardando alguns "detalhes" para começar a operar em curto prazo, mas já contam com respiradores. Em outros casos, os equipamentos ainda estão em fase de compra.

Seis novos respiradores foram enviados para Pau dos Ferros, por exemplo, para passar de 4 para 10 o número de UTIs para pacientes de Covid-19 no hospital regional.
 
G1