Seguidores

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Se ligue nas promoções de Rubens Eletromoveis, você cliente não pode ficar de fora, é preço baixo de verdade





Atenção! Muita atenção para as promoções de fim de ano da loja Rubens Eletromóveis:

Guarda-roupas Moval Avai de 6 pts e 4 gavetas, na concorrência custa R$ 589,000, 
lá em Rubens Eletromóveis custa somente R$ 470,00;
Guarda-roupas Moval Castro de 4pts e 4gavetas, na concorrência é R$ 450,00, em Rubens Eletromóveis você leva por R$ 360,00;
Lavadora Colomarq 7kg, na concorrência fica por R$ 459,00, na Rubens Eletromóveis sai por apenas R$ 389,00. 

             
Tudo isso e muito mais você encontra na loja RUBENS ELETROMOVEIS, onde você terá um excelente atendimento e um estoque de produtos de qualidade com preços e prestações acessíveis a seu bolso.

Na organização de Rubens e Oneide a loja Rubens Eletromóveis está localizada a rua Desembargador Hemetério nº 183, próximo a câmara municipal, no centro da cidade de Martins/RN. Fone: (84) 3391-2807 ou 99924-5882, WHATSAPP 999081269

RUBENS ELETROMÓVEIS PREÇO BAIXO DE VERDADE. VÁ LÁ E CONFIRA.

A importância do cálcio para a mulher

Praticar atividade física te deixa mais inteligente

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Arena das Dunas “foi construída por cartel”

maracana_felipetrueba_efeFoto: Felipe Trueba/EFE
Por Folha
A Andrade Gutierrez informou ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) que o estádio do Morumbi entrou na negociação do cartel de licitações formado entre empreiteiras para a construção de arenas da Copa do Mundo de 2014.
Para conseguir assinar o acordo de leniência com o órgão, a empresa também entregou nomes de concorrentes, apresentando informações de um suposto conluio no mercado nacional de obras.
Em documentos tornados público nesta segunda-feira (5) pelo Cade, a Andrade disse que a Camargo Corrêa integrou o grupo que estava elaborando a divisão dos projetos e manifestou interesse apenas em fazer a reforma do Morumbi.
Na época, o estádio do São Paulo ainda era cotado para receber a abertura do Mundial.
“A Camargo Corrêa manifestou interesse no acordo anticompetitivo preliminar quanto ao Estádio Morumbi, em São Paulo/SP. No entanto, não implementou a conduta porque o projeto escolhido foi a Arena Corinthians”, diz trecho do relatório do Cade sobre o histórico de conduta do cartel. O estádio do Corinthians foi construído pela Odebrecht.
As seis empresas que participaram do esquema, segundo a delação, foram: Andrade, Odebrecht, OAS, Carioca, Construtora Queiroz Galvão e Camargo.
A Camargo, porém, saiu logo que a Arena Corinthians foi escolhida para ser a sede da abertura, em junho de 2010, e, por isso, o cartel não atuou no estádio tricolor.
Segundo o Cade, as construtoras combinaram a divisão dos projetos, preços, condições e vantagens entre os concorrentes.
A negociação começou em outubro de 2007, quando o Brasil foi escolhido sede da Copa, e durou até 2010, quando todos os estádios foram definidos, de acordo com os documentos divulgados.
O Cade diz que a Andrade não tem “conhecimento de que a contratação para a construção da Arena Corinthians tenha sido afetada por condutas anticompetitivas”.
Como revelou a Folha, em delação premiada a Odebrecht diz que o estádio do Corinthians foi uma espécie de “presente” a pedido do ex-presidente Lula. A construção contou com ajuda da Caixa Econômica Federal e do BNDES, além da prefeitura de São Paulo.
As arenas construídas pelo cartel foram, segundo a Andrade, pelo menos: Castelão (Fortaleza), Dunas (Natal), Maracanã, Pernambuco e Fonte Nova (Salvador).
Juvenal Juvêncio, ex-presidente do São Paulo, era quem estava à frente de todas as negociações com a Fifa para receber a Copa.
O cartola morreu dezembro do ano passado.
O Ministério Público também participou da celebração do acordo da Andrade no Cade e as investigações foram desdobramento da Operação Lava Jato que apura irregularidade nas obras do Mundial no Brasil.
 

Governo Temer vai propor reforma da Previdência com idade mínima de 65 anos

Do G1 - Brasilia

O governo vai encaminhar nesta terça-feira (6) ao Congresso Nacional uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para reformar a Previdência Social, fixando uma idade mínima de aposentadoria de 65 anos, informou o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

A declaração foi dada na abertura de uma reunião no Palácio do Planalto para detalhar a proposta aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Também falou o presidente Michel Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

O objetivo do governo é tentar manter a sustentabilidade das contas públicas, diante de um déficit crescente do sistema previdenciário brasileiro – que resulta de regras atuais mais benéficas do que no resto do mundo, de um envelhecimento da população brasileira e de queda na taxa de natalidade no país.

Em estudo, o governo informa que a média de idade da aposentadoria no Brasil, de 58 anos em 2015, está entre menores do mundo. A média de idade da aposentadoria nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) – grupo de nações desenvolvidas – é de 64,2 anos para os homens (ano base 2012).

Para o ministro Eliseu Padilha, sem a reforma, em 2024, todo o orçamento da União será utilizado para pagar a folha de pagamentos e a aposentadoria.

"Chega de pequenas reformas. Ou enfrentamos de frente [a necessidade de reformar a Previdência] ou iremos condenar os aposentados a bater nas portas do Poder Público e nada receberem [no futuro]", declarou Michel Temer.

Na avaliação do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a reforma da Previdência "não é questão de desejo, mas uma necessidade". "Mais do que a idade em que a pessoa vai se aposentar, [importante] é a segurança de que vai receber [a aposentadoria]", disse.

Ele explicou que, atualmente, uma em cada 10 pessoas é idosa no Brasil e acrescentou que, em 2060, será um idoso para cada três pessoas. "É uma situação cada mais difícil de pagar a conta dos aposentados. Todos os meses o regime geral paga cerca de 29 milhões de benefícios, equivalentes a R$ 34 bilhões por mês", afirmou Meirelles.
 

Avião de Xuxa é atingido por raio e faz pouso de emergência em Brasília

Xuxa Meneghel passou por um grande susto durante um voo na tarde desta segunda-feira (5).

A apresentadora voava para Teresina, capital do Piauí, quando a aeronave em que estava foi atingida por um raio.

O piloto rapidamente tomou providências e precisou fazer um pouso de emergência em Brasília.

Xuxa publicou um vídeo em seu Facebook onde aparece usando máscara de oxigênio.

Sem falar nada, ela escreveu na legenda: “Gente… perdão, não poderei chegar no Piauí… nosso avião foi atingido por um raio e fizemos um pouso de emergência em Brasília”.

E tranquilizou os fãs: “Graças a Deus tudo bem com a gente”.

A loira lançaria em Teresina mais uma unidade de sua empresa de festas, a Casa X.

O Na Telinha procurou a assessora direta de Xuxa, Tatiana Maranhão, que confirmou o fato: “Tá tudo bem graças a Deus. A Xuxa estava vindo pra Teresina pra inauguração da Casa X, quando o jato foi atingido por um raio. Aí despressurizou a cabine e eles tiveram que fazer um pouso forçado. Estavam com a Xuxa, o Junno (namorado), o José Carlos (sócio na empresa) e a Mônica Muniz (empresária). Mas está tudo bem”.

UOL/Blog do BG.

Robinson afirma que Governo não vai recuar no combate ao crime organizado

rob e segu
O governador Robinson Faria afirmou nesta segunda-feira (05) que as forças policiais do Estado vão continuar combatendo o crime e defendendo o cidadão. “Não vamos nos intimidar, estamos realizando operações exitosas em atuações conjuntas da Polícia Civil, da Polícia Militar e com o apoio da Força Nacional”, declarou o chefe do executivo em entrevista coletiva concedida no auditório da Escola de Governo em Natal.
Acompanhado do secretário adjunto de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Raimundo Florêncio, do delegado geral da Polícia Civil, Clayton Pinho, do delegado adjunto da Polícia Civil, Correia Júnior e do comandante da Força Nacional no RN, major Armando Vale, o governador reforçou a necessidade de massificar a divulgação do telefone 181 para que a população denuncie pessoas e instalações suspeitas de prática de crime. O número atende no horário das 06h às 0h e o cidadão não precisa se identificar e tem a garantia de sigilo absoluto.
“O nosso Governo não aceita intimidações. Vamos continuar realizando as operações policiais com o objetivo de proteger a população e o cidadão do nosso Estado”, reforçou Robinson.
OPERAÇÃO

Robson Pires

OAB visita a cadeia pública de Mossoró e constata problemas

f3fac6f1a7798ea2f726023ae7be09a2 (1)
Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção de Mossoró, realizaram, nesta segunda-feira (5), visita institucional à Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Souza, que fica na zona rural de Mossoró. A OAB apresentou à direção do estabelecimento algumas reivindicações da advocacia, como a disponibilização de local adequado para os advogados atenderem os internos. Além disto, ouviu as reivindicações de agentes penitenciários estaduais e policiais militares que trabalham no local. As principais queixas referem-se à falta de estrutura e déficit de efetivo, agravados pela superlotação da cadeia. A OAB estudará medidas que poderão ajudar a unidade.
Os advogados Canindé Maia (presidente da OAB/Mossoró), Rogério Barroso (Comissão de Direitos Humanos), Jefferson Freire (Direito Criminal) e Williams Segundo (Segurança Pública) conversaram com o diretor da cadeia, José Fernandes, e com os demais servidores que trabalham no estabelecimento carcerário. A OAB apresentou primeiramente algumas das reivindicações feitas pelos advogados que atuam na cadeia, solicitando por exemplo a designação de uma sala adequada para que seja feito o atendimento aos internos, respeitando as prerrogativas funcionais dos advogados. A direção alegou falta de estrutura, mas comprometeu-se em analisar os pleitos da OAB.

Robson Pires

Chapecoense é declarada campeã da Copa Sul-Americana



O time da Chapecoense, de Santa Catarina - Foto Marcio Cunha/Agência Lusa
Um  desastre aéreo matou, na semana passada, 19  jogadores do time catarinense, na véspera da primeira partida da  final  do  campeonato,  que seria disputada com o Atlético Nacional, de Medellín   Marcio Cunha/Agência Lusa
A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) declarou, no início da tarde de hoje (5), a Associação Chapecoense de Futebol campeã da Copa Sul-Americana de Futebol de 2016. O time catarinense terá direito a prêmio de US$ 2 milhões pelo título e a uma vaga para disputar a Copa Libertadores da América de 2017.

O Club Atlético Nacional, que faria a final com a Chapecoense e solicitou à Conmebol que o time catarinense fosse reconhecido como campeão, receberá o Prêmio Centenário Conmebol Fair Play.
“A atitude de promover o futebol na América do Sul, num espírito de paz, compreensão e justiça, ao considerar que os valores desportivos sempre prevalecem sobre os interesses comerciais, o Conselho [da Conmebol] decidiu dar ao Atletico Nacional Club o Centenario Conmebol Fair Play, que consiste na soma de US$ 1 milhão como prêmio”, diz nota divulgada pela entidade.
No acidente, ocorrido na madrugada da última terça-feira (29), nas proximidades da cidade de Medellín, morreram 71 pessoas, entre tripulantes, jogadores e dirigentes da Chapecoense e jornalistas que viajavam para a cobertura do primeiro jogo da final. Apenas seis pessoas sobreviveram à queda do avião: dois tripulantes, um jornalista e três jogadores.
O texto foi ampliado às 16h19

Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil
Edição: Nádia Franco

Ministro da Fazenda diz que economia saiu da UTI, mas ainda está em recuperação


Fernanda Cruz - Repórter da Agência Brasil
meirelles
Henrique Meirelles: reforma da Previdência vai ajudar na recuperação da economiaRovena Rosa/Agência Brasil
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, comparou hoje (5) a economia brasileira a um paciente que deixou a Unidade de Tratamento Intensivo - UTI. “[Um paciente que] não está correndo ainda, está num processo de estabilização e retomada”, disse o ministro, durante o 12º Congresso Brasileiro da Construção, promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista.
Segundo Meirelles, um dos “remédios” que ajudarão na recuperação da economia é a reforma da Previdência, cuja proposta deve ser apresentada hoje pelo presidente Michel Temer.
“A expectativa é que [a proposta] seja bem recebida no Congresso. Ela será debatida pela sociedade, como deve [ser] em qualquer país do mundo. Mas ela tem uma meta central. Melhor do que tentar antecipar ou manter uma idade de aposentadoria relativamente jovem, aos 55, 56 ou até 60 anos, é dizer que, mais relevante, crucial, todos tenham certeza de que vão receber a aposentadoria”, disse.
O ministro da Fazenda destacou que as atuais regras de aposentadoria foram feitas há muitas décadas, quando a expectativa de vida era inferior. Hoje à tarde, o presidente Temer e o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, reúnem-se com representantes das seis principais centrais sindicais do país, em Brasília.
Impostos não terão aumento
Meirelles disse, durante o congresso, que ouviu as sugestões apresentadas pelos representantes de empresários, mas que não pretende promover desonerações aos setores e garantiu também que não vai aumentar impostos.
“O governo deve cortar gastos correntes para não só não ter um crescimento da dívida publica, que não pressione os juros e crie incerteza, mas que também não foque suas ações em cortes de curto prazo, o que significa corte de investimento público. É importante que se preserve a capacidade de investir”, declarou.
O ministro lembrou que a crise econômica começou no fim de 2014 e ainda persiste. “A longa duração é porque o combate eficaz só começou em maio de 2016. São dois anos completos de crise e isso afeta o endividamento das companhias, dificultando a retomada do crédito. O mesmo acontece com as famílias”, afirmou.
Como medidas a serem tomadas, o ministro defendeu a redução do tamanho do estado e maior participação do capital privado. E, ainda, os reflexos positivos com a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do limite dos gastos públicos. Segundo Meirelles, se a PEC tivesse sido aprovada em 2006, a despesa primária do governo seria 10%, em vez dos atuais 19,5%. “Seria outro país”, disse.
PPE continua

Durante o evento, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse que o governo dará continuidade ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE) visando  garantir 200 mil empregos.
“O PPE passará a ser política pública de proteção ao emprego de estado”, disse. Outra medida do ministério relaciona-se a estudos buscando desburocratizar e facilitar o acesso aos recursos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), aumentando, assim, os recursos para a habitação.

Edição: Kleber Sampaio

Cade investiga cartel nas obras para a Copa de 2014


Mariana Branco e Wellton Máximo – Repórteres da Agência Brasil
Recife - Arena Pernambuco será palco de cinco partidas da Copa do Mundo (Antonio Cruz/Agência Brasil)
Licitações da construção da Arena Pernambuco, no Recife, estão sendo investigadas pelo CadeAntonio Cruz/Agência Brasil
O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) investiga um suposto cartel nas obras e reformas destinadas à Copa do Mundo de 2014. O cartel foi denunciado em novo acordo de leniência firmado com a construtora Andrade Gutierrez, que já havia fechado outros dois.
O acordo foi firmado em outubro e é mais um desdobramento da Operação Lava Jato. Além de ser o terceiro da Andrade Gutierrez, este é o sétimo acordo de leniência assinado no âmbito da operação.
Há indícios, segundo o Cade, de que ao menos cinco licitações relacionadas a obras de estádios da Copa do Mundo foram objeto do cartel, entre eles, a Arena Pernambuco, em Recife, e o Maracanã, no Rio de Janeiro. Outros dois estádios usados no Mundial de 2014 foram citados, mas estão sendo mantidos em sigilo para não atrapalhar as investigações do Ministério Público.
O acordo de leniência tem o objetivo de obter informações e documentos que comprovem um cartel e, ainda, identificar os demais participantes do esquema. Ele pode ser usado nos casos em que o Cade não dispõe de provas suficientes para condenar os envolvidos na atividade ilícita. O acordo é firmado só com a primeira empresa proponente, que pode ter redução ou extinção da punição.
Os signatários do acordo de leniência afirmaram ainda que pode ter havido conduta irregular nas licitações para as obras da Arena Castelão, em Fortaleza; Arena das Dunas, em Natal, e Arena Fonte Nova, em Salvador. No entanto, alegaram não ter participado diretamente da atividade.
Envolvidos
As empresas inicialmente apontadas como participantes são, além da Andrade Gutierrez, a Carioca Christiani Nielsen Engenharia, Camargo Corrêa, OAS, Queiroz Galvão e Odebrecht. Estariam implicados, ainda, 25 funcionários e ex-funcionários dessas empresas.
Segundo o acordo de leniência, os contatos entre as empresas começaram em outubro de 2007, quando o Brasil foi escolhido para sediar a Copa de 2014, e duraram até 2011, quando foram decididas as cidades-sedes.
No primeiro momento, as empresas fizeram um acordo preliminar para indicar os respectivos interesses nas futuras obras. Já na segunda fase do cartel, após a definição das cidades-sede, os contatos passaram a ser referentes a licitações específicas. De acordo com o Cade, o conteúdo do acordo e as novas evidências serão somadas às investigações já conduzidas pela órgão e pelo Ministério Público.
Em nota, a Andrade Gutierrez disse que as informações divulgadas pelo Cade estão em linha com sua postura de continuar colaborando com as investigações. "A empresa afirma que continuará realizando auditorias internas no intuito de esclarecer fatos do passado que possam ser do interesse da Justiça e dos órgãos competentes", diz a empresa no comunicado.
A Agência Brasil procurou ainda as empresas citadas no acordo. A Odebrecht disse que não se manifesta sobre negociação com a Justiça, mas tem compromisso com uma atuação ética e transparente. A empresa lembrou que no último dia 1° apresentou um pedido de desculpas à sociedade pelos desvios de conduta nos negócios.
A Camargo Corrêa informou por meio de nota que firmou acordos de leniência com o Cade e o MPF "em que corrige irregularidades" e "reitera que não participou de nenhum projeto de construção de estádio para Copa do Mundo.”
A Carioca Christiani Nielsen Engenharia e a OAS informaram que não se manifestarão sobre o assunto. A Queiroz Galvão não retornou o pedido da reportagem por um posicionamento.
*matéria alterada às 18h29 para acréscimo da resposta da Camargo Corrêa

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

PRAZO PARA PAGAMENTO DA 1ª PARCELA DO 13º SALÁRIO TERMINA NESTA QUARTA

A primeira parcela do 13º salário deve ser paga até esta quarta-feira (30) aos trabalhadores, pelas empresas que optaram pelo parcelamento do abono de Natal. Para quem já estava trabalhando em janeiro deste ano, a primeira parte da gratificação será exatamente à metade do salário bruto, que é o valor antes dos descontos da contribuição previdenciária e do Imposto de Renda.
Esses abatimentos ainda serão feitos, mas somente quando o empregador for depositar a segunda parte do 13º, que deve ser paga até o dia 20 de dezembro. As informações são da Folha de S. Paulo.
Já aqueles que optaram por receber o adiantamento do 13º quando saiu de férias, só receberá hoje se, desde o descanso remunerado, teve reajuste salarial ou recebeu diferenças de dissídio coletivo. 
 
Fonte: Notícias ao Minuto.
Via: Cidades: História e Cotidiano 

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Família do potiguar confirma morte de Gil, da Chapecoense: 'Deus nos conforte'

Potiguar, Gil era volante da equipe da Chapecoense (Foto: Laion Espíndula)
“Quando vem de Deus, só podemos nos conformar. Deus nos conforte”. As palavras vêm de um dos irmãos do volante Gil, da Chapecoense, um dos mortos na madrugada desta terça-feira (29) na queda do avião da LaMia, na Colômbia. Toda a família do jogador mora na cidade de Nova Cruz, na região Agreste potiguar. 

“Uma pessoa foi socorrida ainda com vida após o acidente, mas morreu a caminho do hospital. Essa pessoa foi justamente o Gil. A última vez que ele esteve em casa, conosco, foi em dezembro, nas férias dele. Estávamos todos esperando que ele passasse o fim de ano com a gente novamente, desta vez campeão da Sulamericana. Mas, quando vem de Deus, só podemos nos conformar. Deus nos conforte”, disse José Obdiedson Alves.

Ainda segundo o irmão de Gil, os pais do jogador receberam a notícia da queda do avião ainda na madrugada. Já pela manhã, precisaram ser medicados e foram levados para um hospital da cidade. “Estamos todos arrasados”, concluiu.

Um dos irmãos de Gil é o ex-jogador Geraldo Madureira, que defendeu o ABC de Natal.

G1/RN

Tragédia! Dezenove jogadores da Chapecoense morrem e três são resgatados com vida em acidente aéreo

Conmebol cancela final da Sul-Americana após acidente com avião da Chape

Três jogadores da Chapecoense ficaram feridos e estão entre os cinco sobreviventes da queda do avião que levava o time a Medellín: o lateral esquerdo Alan Ruschel e os goleiros Danilo e Follmann. As informações são de hospitais da região e de familiares dos jogadores, como a irmão de Alan. O jornalista Rafael Henzel também foi resgatado com vida. A outra sobrevivente é a comissária de bordo Ximena Suarez.
O avião que transportava a delegação da Chapecoense, para Medellín, local do primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, desapareceu do radar e sofreu um acidente em Cerro Gordo, nas cercanias da cidade de La Unión na madrugada desta terça-feira. No voo estavam 81 pessoas, incluindo 72 passageiros e nove tripulantes. As buscas já foram encerradas e ainda não há confirmação oficial do nome das vítimas
Alguns atletas da Chapecoense não viajaram com a delegação. A lista inclui os seguintes jogadores: Neném, Demerson, Marcelo Boeck, Andrei, Hyoran, Martinuccio, Nivaldo e Rafael Lima. Eles não vinham sendo utilizados pelo treinador Caio Júnior. Entre todo o time, o goleiro Nivaldo é o mais antigo do elenco e está no grupo desde que a equipe estava na Série D.


"Alan Ruschel tem uma fratura de luxação na coluna e do membro superior direito. Estão passando por cirurgia e posteriormente passará por exames mais completos. Rafael tem um trauma de tórax e fratura de perna esquerda. E aguarda os procedimentos. Há mais feridos em uma outra clínica e no hospital São Vicente de Paula", disse uma autoridade do hospital em entrevista transmitida pelo canal SporTV
A mulher de Alen Ruschel, Amanda, escreveu no Instagram que o estado de saúde do marido é estável. "Graças a Deus o Alan está no hospital, estado estável. Estamos orando por todos que ainda não foram socorridos, e força para todos os familiares. Situação complicada, difícil. Só Deus para dar força mesmo", escreveu a esposa do defensor
O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, também não estava no voo. Ele estava na lista como convidado do clube para a viagem à Colômbia. Mais dois integrantes da lista, Rodrigo Ernesto e Pablo Castro, também não estavam na aeronave. Ambos cuidam da logística do time, chegaram antes e estavam no aeroporto para o receptivo
O avião tem lugar para 95 pessoas, mas, segundo as autoridades colombianas, tinha 72 passageiros e nove tripulantes no momento do acidente. No total, eram 48 membros da Chapecoense, incluindo 22 jogadores, 21 jornalistas e três convidados, além da tripulação.


Veja, abaixo, a relação de quem estaria a bordo, segundo a rádio Caracol:
Delegação da Chapecoense:
Alan Ruschel (lateral): primeiro a ser resgatado, o atleta foi levado para o hospital; segundo o Bom Dia Brasil, o jogador chegou em estado de choque e perguntando pela família.

Ananias Eloi Castro Monteiro (maia): o jogador de 27 anos teve passagens pelo Bahia, Portuguesa, Cruzeiro, Palmeiras e Sport.

Arthur Maia (meia): o alagoano Arthur Brasiliano Maia, de 24 anos, era jogador do Vitória emprestado à Chapecoense.

Bruno Rangel (atacante): nascido no Rio, Bruno Rangel Domingues, de 34 anos, passou por times como Paysandu e Joinville antes da Chapecoense.

Aiton Cesar

Cleber Santana

Marcos Padilha

Dener Assunção

Filipe Machado

Jakson Follmann

José Paiva

Guilherme de Souza

Everton Kempes

Lucas da Silva

Matheus Btencourt

Hélio Zampier

Sérgio Manoel Barbosa

William Thiego

Tiago da Rocha

Josimar

Marcelo Augusto

Mateus Lucena dos Santos

Luiz Carlos Saroli, o Caio Júnior (técnico): ex-jogador com passagens por Grêmio, Internacional e Paraná, dentre outros, comçou a carreira de técnico em 2000. Na função, passou por clubes como Palmeiras, Flamengo, Grêmio, Bahia, Vitória e Criciúma.

Eduardo Filho

Anderson Araújo

Anderson Martins

Marcio Koury

Rafael Gobbato

Luiz Cunha

Luiz Grohs

Sérgio de Jesus

Anderson Donizette

Andriano Bitencourt

Cleberson Fernando da Silva

Emersson Domenico

Eduardo Preuss

Mauro Stumpf

Sandro Pallaoro

Gelson Merísio

Nilson Jr.

Decio Filho

Jandir Bordignon

Gilberto Thomaz

Mauro Bello

Edir De Marco

Daví Barela Dávi

Ricardo Porto

Delfim Pádua Peixoto Filho

Profissionais de imprensa
Guilherme Marques, da Globo

Ari de Araújo Jr., da Globo

Guilherme Laars, da Globo

Giovane Klein Victória, da RBS

Bruno Mauri da Silva, da RBS

Djalma Araújo Neto, da RBS

André Podiacki, da RBS

Laion Espíndola, do Globo Esporte

Victorino Chermont, da Fox

Rodrigo Santana Gonçalves, da Fox

Deva Pascovicci (Devair Paschoalon), da Fox

Lilacio Pereira Jr., da Fox

Paulo Clement, da Fox

Mário Sérgio, da Fox: ex-jogador e ex-técnico de futebol, atualmente era comentarista nos canais Fox Sports.

Renan Agnolin: repórter da rádio Oeste Capital, de Chapecó

Fernando Schardong, Rádio AM

Edson Ebeliny, Rádio AM

Gelson Galiotto: narardor da rádio Super Condá, de Chapecó

Douglas Dorneles: repórter esportivo da Rádio Chapecó

Jacir Biavatti, Rádio FM

Ivan Agnoletto: da rádio rádio Super Condá, de Chapecó.

Rafael Henzel: jornalista da rádio Oeste Capital, de Chapecó, foi resgatado com vida.

Tripulação
Miguel Quiroga

Ovar Goytia

Sisy Arias

Romel Vacaflores

Ximena Suarez

Alex Quispe

Gustavo Encina

Erwin Tumiri

Angel Lugo



Atualizando:
O goleiro Danilo, que havia sido resgatado com vida, morreu no hospital, segundo a Cruz Vermelha e a empresa de logística que estava em contato com a Chapecoense.

Via: O Mural de Riacho da Cruz 

Recent Visitors